IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Você quer esse abraço? Eu quero!


Olhem que imagem linda, será que conseguimos ao menos nos imaginar no lugar de São Francisco? Essa semana é o tempo propício...


São Francisco de Assis amava muito a Jesus.
Olhava para Cristo na Cruz e sentia pena, sofria com suas dores.


Recebeu os estigmas nas mãos e nos pés e a ferida no coração de tanto pensar nos sofrimentos de Jesus e querer sofrer com Ele.


Queria confortá-lo, ficar pertinho, olhando para Ele.

Sonhava com Jesus na Cruz. E um dia teve um lindo sonho, real:
Jesus solta o braço da Cruz para lhe dar um abraço.



Nesse abraço,
Jesus abraçou todos nós, todos aqueles que sentem suas dores nos sofridos, nos necessitados, nos caídos ao lado do caminho, e que nós como o Samaritano, carregamos nas costas, cuidamos até ficarem fortes, são e salvos.


Paz de Cristo!

http://www.catequesenanet.com.br/2015/03/voce-quer-esse-abraco-eu-quero.html

Trapos!!! Trapos!!!



http://www.catequesenanet.com.br/2015/04/trapos-trapos.html

Ajuda para achar o evangelho?


Olá Povo de Deus!


Hoje trouxe para compartilhar com vocês uma ideia  que a Ângela Rocha teve e eu executei...rsrsrrss
Este marca páginas é ideal para as turmas de catequese que estão começando a aprender a manusear a Bíblia, e também para os adultos que ainda não estão muito familiarizados a encontrar os livros e se perdem entre o Antigo e o Novo Testamento.
Espero que gostem e façam bom uso.
Paz de Cristo!
http://www.catequesenanet.com.br/2015/06/ajuda-para-achar-o-evangelho.html

O QUE PODE BLOQUEAR SUA ORAÇÃO - ORAR PARA APARECER.

http://www.catequesenanet.com.br/

Quer ser um catequista criativo? Você deseja fazer fotos criativas?

Quer ser um catequista criativo?

Você deseja fazer fotos criativas?
Enquanto conversamos vou colocar algumas fotos criativas que achei na internet, para que entendam o que desejo expressar com esta postagem!

Leia o discurso completo do Papa para os Catequistas
E não me venha com a resposta cômoda de que não tem criatividade...
Pule fora da zona de conforto. Não se limite ao que os seus olhos veem. 

Vejam que interessante:  "De acordo com a america­na Creative Education Foundation, crianças de até 3 anos costumam usar 98% de sua capacidade criati­va, enquanto adultos acima de 30 anos costumam explorar apenas 2%. "As pessoas se tolhem com medo do bloqueio emocional, medo de se expor e de ser ridicularizada".

Para ser criativo, é necessário permitir que a mente navegue livremente, claro que devemos ser éticos sempre,  mas sem medo de sermos incompreendidos e de errar. 

Sensibilize-se! Alimente as suas idéias. Treine o seu olhar.  Percebam que mesmo sem conhecimentos em programas de edição gráfica você pode fazer lindos registros!

Eu, no meu processo de evangelizar bus­co inspiração na música, no design e na arquitetura, nos trabalhos dos outros evangelizadores e associo tudo o que é possível à evangelização.  Tudo o que toca o meu coração, eu guardo... pois no momento posso não entender... mas lá na frente vejo a oportunidade de usar aquela imagem ou frase que creio foi-me inspirada a guardar.


Exercite o poder de inventar,  INSISTA!!!

Se você catequista acha que não tem criatividade, peça ajuda ao Espírito Santo, aos seus catequizandos e não pare na primeira ideia.

"Aja, pratique a ação. Uma ideia já é um projeto de ação.  Hoje em dia podemos tirar várias fotos e ver na hora qual ficou boa... lembram-se quando precisávamos mandar revelar os filmes fotográficos? (não lembram? Abafem o caso...kkkk)



MISTURE! Tenha coragem para experimentar novas combinações em suas fotos e vídeos, coisas que não pareciam combinar a princípio.

Para muitos especialistas, é possível aumentar a criatividade de qualquer indivíduo com treino, preparo, muito trabalho e atenção. Há muitos exercícios para criatividade. E, por meio deles, é que a tal inspiração acontece.

Há inúmeros exercícios para desenvolver a criatividade, colocar atenção total a tudo o que se faz, ouvir mais do que falar, observar mais, ler muito, assistir a filmes, ir ao teatro, cinema, exposições de arte. Outros tantos são práticos. Fazer mais palavra-cruzada, montar um quebra-cabeça, brincar com tangrans.  Eu mesma aprendo diariamente com estas atividades.

Ser criativo é resultado de todo esses exercícios. Significa a procura por novas fontes de informação, a saída da zona de conforto. 

Ser criativo é estar o máximo de tempo possível realmente curioso. Com tanto estímulo, a porta das ideias estará aberta com mais frequência e você será alguém viciado pelo novo e, por consequência, um evangelizador mais criativo!

Agora que você já está cheio de ideias clique na imagem abaixo e participe desta promoção:

É isso aí… Bons cliques criativos!

Fontes de pesquisa: 1, 2
http://www.catequesenanet.com.br/2015/08/quer-ser-um-catequista-criativo.html

Cuidado: Afogamento de crianças

Cuidado: Afogamento de crianças

Afogamento de crianças é algo comum

Num país como nosso, onde a temperatura é amena ou quente boa parte do ano e existem muitos rios volumosos, represas, lagos, lagoas, praias além de que hoje em dia as piscinas estão em muitos lugares como parques, clubes, condomínios e casas, o cuidado com as crianças que freqüentam estes locais deve ser reforçado.
No Brasil, segundo Ministério da Saúde, em 2005, 1.496 crianças de até 14 anos morreram vítimas de afogamentos sendo a segunda causa de morte e a oitava de hospitalização, por acidentes, na faixa etária de 1 a 14 anos.
É importante salientar que os perigos estão em ambientes familiares tais como piscinas, baldes, banheiras, poços e não estão apenas nas águas abertas como mares, represas e rios. Para uma criança que está começando a andar, por exemplo, três dedos de água representam um grande risco.
Outro fator que contribui para que o afogamento seja um dos acidentes mais letais para crianças e adolescentes é que acontece de forma rápida e silenciosa.
Vamos imaginar um banho de banheira de um bebê: o pequeno intervalo para se virar para pegar uma toalha é suficiente para uma criança fique submersa na banheira. Se você se afastar por 2 minutos para atender um telefone, isto pode ser o bastante para criança perder a consciência. Se você demorar mais do que 4 minutos, a lesão cerebral pode ser permanente.

Como proteger uma criança de um afogamento

  1. Esvaziar baldes, banheiras e piscinas infantis depois do uso e guardá-los sempre virados para baixo e longe do alcance das crianças;
  2. Despeje a água antes de retirar a criança da banheira e esconda a tampa da banheira de modo a que a criança não possa preparar o seu próprio banho;
  3. Nunca deixe uma criança com menos de 3 anos sozinha na banheira, mesmo quando ela já se senta bem. Durante o banho, não atenda o telefone nem a porta;
  4. Conservar a tampa do vaso sanitário fechada, se possível lacrado com algum dispositivo de segurança ?à prova de criança" ou a porta do banheiro trancada;
  5. Manter cisternas, tonéis, poços e outros reservatórios domésticos trancados ou com alguma proteção que não permita "mergulhos";
  6. Piscinas devem ser protegidas com cercas de no mínimo 1,5m que não possam ser escaladas e portões com cadeados ou trava de segurança que dificultem o acesso dos pequenos;
  7. Alarmes e capas de piscina garantem mais proteção, mas não eliminam o risco de acidentes. Esses recursos devem ser usados em conjunto com as cercas e a constante supervisão dos adultos;
  8. Grande parte dos afogamentos com bebês acontece em banheiras. Na faixa etária até dois anos, até vasos sanitários e baldes podem ser perigosos. Nunca deixe as crianças, sem vigilância, próximas a pias, vasos sanitários, banheiras, baldes e recipientes com água;
  9. Evitar brinquedos e outros atrativos próximos à piscina e aos reservatórios de água;
  10. Durante o banho, não atenda o telefone e nem a porta.
Algumas características do desenvolvimento contribuem para que crianças pequenas fiquem mais vulneráveis a afogamentos, tais como:
Diferentemente dos adultos, as partes mais pesadas do corpo da criança pequena são a cabeça e os membros superiores. Por isso, elas perdem facilmente o equilíbrio ao se inclinarem para frente e conseqüentemente podem se afogar em baldes ou privadas abertas;
O processo de afogamento é acelerado pela massa corporal do indivíduo.
Não tem maturidade, nem experiência para sair de uma situação de emergência.
Boa parte das crianças que se afogam em piscinas está em casa sob o cuidado dos pais. Um mero descuido deles basta para que ocorra um afogamento;

Fonte: hospital infantil sabará

  1. Criança Segura e APSI (Associação para a Promoção de Segurança Infantil), Portugal
  2. A CRIANÇA SEGURA é uma organização não-governamental sem fins lucrativos, que tem como missão promover a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos.http://criancasegura.org.br
  3. Aliança Europeia de Segurança Infantil
  4. TIPP-O Programa de Prevenção de Lesões (Copyright © 1994 Academia Americana de Pediatria revista 09/05)
  5. zonaderisco.blogspot.com

observação:

O afogamento caracteriza-se pela falta de oxigênio no sangue (hipoxemia), que afeta todos os órgãos e tecidos. A intensidade da hipoxemia é determinada pelo tempo em que a pessoa fica submersa, pela quantidade e tipo de líquido que é aspirado para dentro do pulmão, e pela resistência individual de cada afogado. A duração da submersão é fundamental, porque a quantidade de oxigênio nos vasos sanguíneos vai caindo (exponencialmente) durante a asfixia. O período máximo de submersão antes de ocorrer lesão irreversível é incerto, mas provavelmente é de três a cinco minutos.

http://www.hospitalinfantilsabara.org.br/saude-da-crianca/informacoes-sobre-doencas/abc-saude-infantil/a/afogamento-de-criancas/zonaderisco.blogspot.com

Trovinhas para meditarmos...


A ÚLTIMA HORA

Ao findar o labor desta vida,
Quando a morte ao teu lado chegar, 
Que destino há de ter a tua alma?
Qual será no futuro teu lar?

Meu amigo, hoje tu tens a escolha:
Vida ou morte, qual vais aceitar?
Amanhã pode ser muito tarde; 
Hoje Cristo te quer libertar.


Tu procuras a Paz neste mundo,
Em prazeres que passam em vão;
Mas, nas últimas horas da vida,
Eles nunca te satisfarão.


Meu amigo, talvez tenhas rido
Ao ouvires falar de Jesus;
Não te esqueças que, para salvar-te,
Ele deu Sua vida na Cruz.
http://www.catequesenanet.com.br/2015/08/trovinhas-para-meditarmos.html

Sofrer por AMOR!


Hoje a Igreja relembra o martírio de São João Batista, o Santo Precursor que deu sua vida e recebeu em recompensa a Vida Eterna reservada àqueles que vivem com amor e fidelidade os mandamentos de Deus.


Quando falamos de São João, lembramos normalmente de sua Festa em 24 de junho, quando comemoramos seu nascimento. Mas tão importante quanto comemorar o dia que entrou neste mundo, também é lembrarmos quando deixou e porque.


“Em verdade eu vos digo, dentre os que nasceram de mulher, não surgiu ninguém maior que João, o Batista…De fato , todos os profetas, bem como a lei, profetizaram até João. Se quiserdes compreender-me, ele é o Elias que deve voltar.” (Mt 11,11-14)


São João Batista, homem dócil ao Espírito Santo, desejava que todos estivessem prontos para acolher o Nosso Senhor Jesus Cristo, com muita coragem, impelido pela missão profética, denunciou o pecado de Herodes, que escandalosamente tinha raptado Herodíades – sua cunhada – e com ela vivia como esposo.
Por este motivo foi preso em Maqueronte, na margem do Mar Morto, aconteceu que a filha de Herodíades (Salomé) encantou o rei e recebeu o direito de pedir o que desejasse, sendo assim, proporcionou o martírio do santo, pois realizou a vontade de sua vingativa mãe: “Quero que me dês imediatamente num prato, a cabeça de João, o Batista” (Mc 6,25)
Com São João Batista, aprendemos que o profeta é alguém com consciência crítica diante da sociedade. 
São João Batista, rogai por nós!

http://www.catequesenanet.com.br/2015/08/sofrer-por-amor.html

Setembro: Mês da Bíblia


“A Igreja não vive de si mesma, mas do Evangelho e ao Evangelho vai buscar sempre a orientação para o seu caminho... É a Palavra de Deus que, por meio da ação do Espírito Santo, guia os crentes para a plenitude da antiga prática do lectio divina, ou “leitura espiritual” da Sagrada Escritura.
Ela consiste em permanecer prolongadamente sobre um texto bíblico, lendo-o e relendo-o, quase “ruminando-o”, como dizem os Padres, e espremendo, por assim dizer, todo o seu “sumo”, para que alimente como linfa a vida concreta. É condição da lectio divina que a mente e o coração sejam iluminados pelo Espírito Santo, isto é, pelo mesmo Inspirador das Escrituras, e por isso se coloquem em atitude de “religiosa escuta”.”
Papa Bento XVI

http://www.catequesenanet.com.br/2015/09/a-igreja-nao-vive-de-si-mesma-mas-do.html

Cartãozinho Mês da Bíblia


Estou passando para compartilhar com vocês um cartão que fiz para uma catequista, a ideia é distribuir para as crianças levarem para casa, ou como no caso desta catequista, os catequizandos distribuem para todos na entrada da igreja.


Sugestão: Depois de impresso utilize o carimbo da catequese ou o seu e personalize os cartõezinhos antes de recortar.

Espero que gostem!


Paz de Cristo!
http://www.catequesenanet.com.br/2015/09/cartaozinho-mes-da-biblia.html

A Bíblia em uma biblioteca


Como estamos no mês da Bíblia, trago este fato ocorrido na inauguração de uma grande biblioteca. 
Não sei se realmente aconteceu com o famoso escritor Rui Barbosa, mas é muito verdadeira a mensagem passada.


Rui Barbosa, na inauguração de uma grande biblioteca – pediu:
“Tragam-me o Livro”....todos sem saber a qual livro se referia (pois em meio a centenas de livros...)
Disse que referia-se a Bíblia, o Livro dos livros.


"Se eu colocar a Biblia embaixo nesta estante – diria que este Livro é a base, o fundamento de todo o conhecimento e de todos os escritos.
Se colocar no cimo, no topo – diria que este Livro, é o Livro Superior e mais excelente de todos os livros.
Se colocar no centro desta estante – estaria dizendo – Que não existe Livro como este, este Livro é único, singular."


http://www.catequesenanet.com.br/2015/09/a-biblia-em-uma-biblioteca.html

Oração para crianças antes de dormir

Oração para crianças antes de dormir

Oração para crianças antes de dormir. Que benção. Que paz!!
Anjo da minha guarda,
Doce companhia,
Não me desampare,
Nem de noite, nem de dia.
==================

Anjinho da Guarda,
Meu bom amiguinho,
Me leve sempre,
Pelo bom Caminho.
=================

Santo Anjo do Senhor,
Meu zeloso guardador
Se a ti me confiou
A piedade divina,
Sempre me rege e guarda,
Governa e ilumina.
==================

Com Deus me deito,
Com Deus me levanto,
Com a graça de Deus
E do Espírito Santo.
==================

Meu bom Jesus,
verdadeiro Filho da Virgem Maria,
Me acompanhai esta noite,
E amanhã por todo o dia.
========================

Ó Anjo da minha guarda,
Que me protege e ilumina
Ajude-me todo o dia
A ser uma boa menina.

Origem: circulantes na internet
EDUCAÇÃO S/A

Mensagem :A juventude e a velhice

Mensagem :A juventude e a velhice
A juventude não é uma fase da vida. É um estado de espírito, um reflexo de vontade, uma característica de imaginação, uma intensidade emotiva, uma vitória do valor sobre a timidez, um gosto de aventura sobre o amor à comodidade. Ninguém envelhece por haver vivido certo número de anos, mas porque desertou do ideal; o tempo enruga a pele enquanto que a renuncia do ideal encarquilha a alma. As preocupações, as dúvidas, os temores e as desesperanças são os inimigos que, lentamente, nos encurvam no sentido da terra, transformando-nos em pó antes que a morte nos abala.Jovem é aquele que se encanta e se maravilha, repetindo a figura da criança em permanente interrogação. Jovem é aquele que desafia os acontecimentos e encontra alegria nos embates da vida. Posto em prova, galvanizava-se; os fracassos fazem-no mais forte e os triunfos fazem-no ainda melhor.Serás tão jovem quanto a tua fé e tão velho quanto a tua dúvida. Tão jovem quanto a confiança que possues em ti mesmo e tão velho quanto o teu desespero e o teu abatimento. Permanecerás jovem enquanto permaneceres generoso, enquanto sentires entusiasmo em dar algo de ti mesmo, pensamentos ou palavras. Permaneceras jovem enquanto a ação de dar te valer mais do que a de receber, dando-te, no entanto, a impressão de que continuas sempre devedor. Permanecerás jovem enquanto fores receptível a tudo quanto é belo, bom e grandioso: as mensagens da natureza, do homem e do infinito.E, se um dia, qualquer que seja a tua idade, sentires o coração mordido pelo pessimismo, torturado pelo egoísmo e roído pelo cinismo, que Deus então tenha piedade da tua alma porque nesse dia serás de verdade um velho.

Seja sempre uma criança genial!!

EDUCAÇÃO S/A

Os direitos do idoso

Os direitos do idoso


Idoso é toda pessoa adulta com 60 anos ou mais 


O IDOSO TEM DIREITO À VIDA

· A família, a sociedade e o Estado, tem o dever de amparar o idoso garantindo-lhe o direito à vida;
· Os filhos maiores tem o dever de ajudar a amparar os pais na velhice, carência ou enfermidade;
· Poder público deve garantir ao idoso condições de vida apropriada;
· A família, a sociedade e o poder público, devem garantir ao idoso acesso aos bens culturais, participação e integração na comunidade;
·Idoso tem direito de viver preferencialmente junto a família;
· Idoso deve ter liberdade e autonomia.

O IDOSO TEM DIREITO AO RESPEITO



· Idoso não pode sofrer discriminação de qualquer natureza;

· A família, a sociedade e o Estado tem o dever de:
assegurar ao idoso os direitos de cidadania;

· Assegurar sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade e bem estar;
· Os idosos devem ser respeitados pelos motoristas de ônibus, que devem atender suas solicitações de embarque e desembarque, aguardando sua entrada e saída com o ônibus parado;
· Todos os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviço deverão dar preferência ao atendimento ao idoso, devendo ter placas afixadas em local visível com os seguintes dizeres: "Mulheres gestantes, mães com criança de colo, idosos, e pessoas portadoras de deficiência têm atendimento preferencial";


O IDOSO TEM DIREITO AO ATENDIMENTO DE SUAS NECESSIDADES B ÁSICAS



· A aposentadoria após completar o tempo de serviço de 35 anos para os homens e 30 anos para a mulher;
· A aposentadoria proporcional por idade 65 anos para os homens e 60 anos para as mulheres;

· Ao benefício de prestação continuada, se tiver idade superior a 67 anos e não possuir outras rendas e sua família não dispuser de meios para assisti-lo;
· receber apoio jurídico do Estado, se não tiver meios de provê-los;

· Acolhimento provisório através de Centros-Dia, e /ou Casas-Lares;

· Ser atendido nos plantões sociais da Secretaria Municipal da Família e Bem-Estar Social,
recebendo orientação, encaminhamentos, óculos e documentação;

· Os idosos inscritos no Programa de Atendimento à Terceira Idade da Secretaria Municipal da Família e Bem-Estar Social – FABES – têm o direito de receber "O Leite para a Vovó".



O IDOSO TEM DIREITO À SAÚDE

O poder público deve:
·Garantir ao idoso acesso à saúde;
· Criar serviços alternativos de saúde para o idoso;
· Prevenir, promover, proteger e recuperar a saúde do idoso;
· Idoso tem direito ao atendimento preferencial nos postos de saúde e hospitais municipais, juntamente com as gestantes, deficientes, devendo os mesmos serem adaptados para o seu atendimento;
· Iidoso tem direito de ser vacinado anualmente contra gripe e pneumonia;
· Idoso deve ser informado sobre a prevenção e controle da osteoporose.

O IDOSO TEM DIREITO À EDUCAÇÃO


· Dever do Estado com a educação será efetivado mediante a garantia de ensino fundamental, obrigatório e gratuito, inclusive para os que a ele não tiveram acesso na idade própria;
· Aos órgãos estaduais e municipais de educação compete:

· Implantar programas educacionais voltados para o idoso, estimulando e apoiando assim, a admissão do idoso na universidade;

· Incentivar o desenvolvimento de programas educativos voltados para a comunidade, ao idoso e sua família, mediante os meios de comunicação de massa;
· Incentivar a inclusão nos programas educacionais de conteúdo sobre o envelhecimento;

·Incentivar a inclusão de disciplinas de Gerontologia e Geriatria nos currículos dos cursos superiores;

· Idoso tem o direito de participar do processo de produção, reelaboração e fruição dos bens culturais;
· Saber do idoso deve ser valorizado, registrado e transmitido aos mais jovens como meio de garantir a sua continuidade, preservando-se a identidade cultural.


O IDOSO TEM DIREITO À MORADIA

Aos órgãos públicos, no âmbito estadual e municipal, cabe:· Destinar, nos programas habitacionais, unidades em regime de comodato ao idoso, na modalidade de casas-lares;
· Incluir nos programas de assistência ao idoso formas de melhoria de condições de habitabilidade e adaptação de moradia, considerando o seu estado físico e sua independência de locomoção;
· Elaborar critérios que garantam o acesso da pessoa idosa à habitação popular;
· Diminuir barreiras arquitetônicas e urbanas.

O IDOSO TEM DIREITO À JUSTIÇA

· Todo cidadão tem o dever de denunciar à autoridade competente qualquer forma de negligência ou desrespeito ao idoso;· Ao Ministério da Justiça (nos âmbitos estadual e municipal) compete zelar pela aplicação das normas sobre o idoso, determinando ações para evitar abusos e lesões a seus direitos, assim como acolher as denúncias para defender os direitos da pessoa idosa junto ao Poder Judiciário.

O IDOSO TEM DIREITO AO TRANSPORTE


· O idoso, homem com 65 anos e mulher com 60 anos, está isento do pagamento de tarifa em todas as linhas urbanas de ônibus e trolebus operados pela SP Transporte e empresas particulares permissionárias de serviço de transporte coletivo;· Todos os veículos empregados nas linhas de transporte coletivo de passageiros, no município de São Paulo, deverão ter os quatro primeiros lugares sentados, da sua parte dianteira, reservado para uso por gestantes, mulheres portando bebês ou crianças de colo, idosos e deficientes físicos. 

O IDOSO TEM DIREITO AO LAZER

· Os aposentados e idosos têm direito a meia-entrada para ingresso nos cinemas, teatros, espetáculos e eventos esportivos realizados no âmbito do município de São Paulo;

· Foi instituído, no âmbito do município de São Paulo, o passeio turístico gratuito para as pessoas com mais de 65 anos de idade.

O IDOSO TEM DIREITO AO ESPORTE

· As unidades esportivas municipais deverão estar voltadas ao atendimento esportivo, cultural, de recreação e lazer da população, destinando atendimento específico às crianças, aos adolescentes, aos idosos e aos portadores de deficiência;· O município deve destinar recursos orçamentários para incentivar a adequação dos locais já existentes e a previsão de medidas necessárias quando da construção de novos espaços, tendo em vista a prática de esportes, de recreação e de lazer por parte dos portadores de deficiências, idosos e gestantes de maneira integrada aos demais cidadãos;

· A Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação realizará nos mês de
setembro de cada ano a Olimpíada Municipal da Terceira Idade.

Folclore: Superstição e Crendice


CRENDICES POPULARES

O que são as crendices populares?

As crendices populares são, geralmente, como o próprio nome já diz, costumes e crenças que as pessoas aprendem de geração em geração. 


Confira abaixo as mais conhecidas pela sabedoria popular.


-Sexta-feira 13 é dia de azar.


-Agosto é mês de desgosto.


-Jogar sal no fogo espanta o azar.


-Quer for pulado não cresce mais.


-O número 7 é o número da mentira.


-Cruzar com gato preto na rua dá azar.


-Mulher que tem o segundo dedo maior que o primeiro, manda no marido.


Cabelo cortado em sexta-feira santa não cresce mais.


-Apontar e contar estrelas no céu faz nascer verruga na ponta dos dedos.


-Vassoura de ponta cabeça atrás da porta, espanta visitas.


-Quem passa debaixo do arco-íris vira mula-sem-cabeça.


-O número 13 é símbolo de azar.


-Sol e chuva é casamento de viúva.


-Chuva com sol é casamento de espanhol.


-Passar debaixo de escada dá má sorte.


-Quebrar espelhos dá 7 anos de azar.


-Colocar a bolsa no chão faz o dinheiro acabar.


-Abrir os braços em cruz no vão de uma porta é chamar a morte.


-Uma moeda de cobre colocada na boca de uma pessoa assassinada, impede que o homicida fuja do local do crime.


-Se a nossa orelha direita coça, estão falando bem de nós, se é a esquerda estão falando mal.


-Quando uma criança se curva para a frente e olha por baixo das pernas, está chamando um novo irmão.



Fonte: www.crencasecrendices.hpg.ig.com.br



Superstição ou Crendices


Coceira na Mão : 


Se a palma da mão esquerda coçar, é sinal de que vem vindo dinheiro. Mas se a palma da mão direita é que estiver coçando, uma visita desconhecida está para aparecer.


Orelha Quente :


Se sua orelha esquentar de repente, é porque alguém está falando mal de você. Nesses casos, vá dizendo os nomes dos suspeitos até a orelha parar de arder. Para aumentar a eficiência do contra-ataque, morda o dedo mínimo da mão esquerda: o sujeito irá morder a própria língua.


Gato Preto :


Na Idade Média, acreditavam-se que os gatos eram bruxas transformadasem animais. Por isso, a tradição diz que cruzar com um gato preto é azar na certa.


Espelho Quebrado :


A superstição prega que serão sete anos de má sorte. Ficar se admirando num espelho quebrado é ainda pior - significa quebrar a própria alma. Ninguém deve se olhar também num espelho à luz de velas. Não permita ainda que outra pessoa se olhe no espelho ao mesmo tempo que você.


Guarda-Chuva :


Dentro de casa, o guarda-chuva deve ficar sempre fechadinho. Segundo uma tradição oriental, abri-lo dentro de casa traz infortúnios e problemas de saúde aos familiares.


Aranhas:


Aranhas, grilos e lagartixas representam boa sorte para o lar. Matar uma aranha pode causar infelicidade no amor.


Verrugas:


Segundo a superstição popular o que faz nascer verrugas é apontar para estrelas, ou deixar pingar o sangue de uma verruga na pele.


Brinde:
Se a pessoa estiver bebendo alguma bebida alcoólica, não brinde com alguém cujo copo contenha uma bebida sem álcool. Vocês estarão se arriscando, nesse tin-tim, a ter seus desejos invertidos.


Sexo do bebê: 


Existem algumas crendices para tentar adivinhar.
1.Pedir à futura mamãe que mostre a mão é uma delas. Se ela a estender com a palma para baixo, será menino. Se a palma estiver para cima, nascerá uma menina.


2. Existe também a linguagem do ventre. Se for pontudo e saliente, é sinal de que um menino está para chegar. Arredondado e crescendo para os lados será menina.


Fonte: Brasil Folcore HPG

Amar ao Próximo: Caridade

Amar ao Próximo: Caridade
Condenando-se a pedir esmola, o homem se degrada física e moralmente: embrutece-se. Uma sociedade que se baseia na lei de Deus e na justiça deve prover à vida do fraco, sem que haja para ele humilhação. Deve assegurar a existência dos que não podem trabalhar, sem lhes deixar a vida à mercê do acaso e da boa-vontade de alguns.
O que merece reprovação não é a esmola, mas a maneira por que habitualmente é dada. O homem de bem, que compreende a caridade de acordo com Jesus, vai ao encontro do desgraçado, sem esperar que este lhe estenda a mão.
A verdadeira caridade é sempre bondosa e benévola; está tanto no ato, como na maneira por que é praticado. Duplo valor tem um serviço prestado com delicadeza. Se o for com altivez, pode ser que a necessidade obrigue quem o recebe a aceitá-lo, mas o seu coração pouco se comoverá.
Lembrai-vos também de que, aos olhos de Deus, a ostentação tira o mérito ao benefício. Disse Jesus: "Ignore a vossa mão esquerda o que a direita der." Por essa forma, ele vos ensinou a não tisnardes a caridade com o orgulho.
Deve-se distinguir a esmola, propriamente dita, da beneficência. Nem sempre o mais necessitado é o que pede. O temor de uma humilhação detém o verdadeiro pobre, que muita vez sofre sem se queixar. A esse é que o homem verdadeiramente humano sabe ir procurar, sem ostentação.
Amai-vos uns aos outros, eis toda a lei, lei divina, mediante a qual governa Deus os mundos. O amor é a lei de atração para os seres vivos e organizados. A atração é a lei de amor para a matéria inorgânica.
Não esqueçais nunca que o Espírito, qualquer que seja o grau de seu adiantamento, sua situação como encarnado, ou na erraticidade, está sempre colocado entre um superior, que o guia e aperfeiçoa, e um inferior, para com o qual tem que cumprir esses mesmos deveres. Sede, pois, caridosos, praticando, não só a caridade que vos faz dar friamente o óbolo que tirais do bolso ao que vo-lo ousa pedir, mas a que vos leve ao encontro das misérias ocultas. Sede indulgentes com os defeitos dos vossos semelhantes. Em vez de votardes desprezo à ignorância e ao vício, instruí os ignorantes e moralizai os viciados. Sede brandos e benevolentes para com tudo o que vos seja inferior. Sede-o para com os seres mais ínfimos da criação e tereis obedecido à lei de Deus.


fonte: http://www.guia.heu.nom.br 

Tisnar: v. 1. Tr. dir. Enegrecer com carvão, fumo etc. 2. Tr. dir. Queimar, requeimar. 3. Tr. dir. Macular, manchar. 4. Tr. dir. Escurecer, turvar. 5. Pron. Enodoar-se, manchar-se.

Óbolo: s. m. Pequeno donativo ou esmola.

As dez regras de convivência e de valores que ajudam os pais na hora de educar

Atitudes simples podem mudar as relações das crianças com o mundo
Anelise Zanoni

Pai e mãe não são super-heróis ou mágicos. Mas têm poderes absolutos para mudar muita coisa na vida de uma criança.

Desde a concepção até a saída dos filhos de casa, os pais funcionam como bússolas que guiam os caminhos escolhidos e seguidos pela prole. Por isso, algumas regras básicas de convivência e de valores são essenciais para garantir (ou pelo menos tentar) um futuro mais alegre para eles.

– Ninguém nasce sabendo ser mãe e pai. Os pais erram e se sentem culpados, querem ser amigos dos filhos e esquecem de dar atenção e de ensinar valores importantes – diz a psicóloga Fabíola Scherer Cortezia.

Para ajudar as famílias a encontrar valores fundamentais para o futuro dos pequenos, o caderno Meu Filho conversou com quatro profissionais e selecionou 10 propostas que podem mudar as relações de vocês e deles com o mundo. Claro que uma coisa é sempre válida: os pais são eternamente exemplo para os filhos.ZH/MEU FILHO
Fontes: psicóloga Fabíola Scherer Cortezia, pedagogo Euclides Redin, doutor em Ciências da Educação, Patrícia Carlos de Andrade, economista e presidente do Conselho do Instituto Millenium, e Tania Beatriz Iwaszko Marques, doutora em Educação e professora de Psicologia da Educação na Faculdade de Educação da UFRGS1) Mantenha o hábito do diálogo
Desde a concepção, os pais podem conversar com a criança. Manter um diálogo, mesmo de poucas palavras, é uma prova de amor que traz, ao longo do tempo, amor e confiança –essenciais para que a criança se sinta segura, o que se refletirá em todas as situações da vida, seja no vestibular, na busca por um emprego.

O diálogo deve ser adequado à idade das crianças. Quando os filhos são pequenos, os pais precisam se abaixar e ficar no nível dos olhos da criança. O repertório deve ser curto, mas compreensível, porque nesta fase ela pode perder a atenção caso a conversa seja muito prolongada. Os adolescentes, entretanto, não devem ser tratados como crianças, mas como responsáveis e com regras de convivência.

Também não deixe de elogiar seu filho pelos pequenos atos e conquistas. A atitude aumenta a autoestima.2) Aprenda a dar limites
O desafio é possível, mas é considerado o mais difícil pelos pais. Para muitas famílias, dar limites é proibir as brincadeiras, castigar as crianças ou preencher a agenda delas com esportes e atividades que não as deixam aproveitar a infância.

Os pais devem avaliar com os filhos o que é bom para eles na rua, na escola, na relação com a família. Depois, quando escolhidos os limites e os momentos de dizer "não", é preciso ser firme, mesmo quando a criança responde com birra ou diz um "eu te odeio".

Além disso, é importante que a regra não mude de acordo com o humor do pais – um palavrão, por exemplo, não pode ser motivo de graça um dia e, no outro, representar uma punição. Em determinadas fases, como por volta dos três anos, é normal que os pequenos queiram demonstrar com afinco aquilo que pensam. Os pais precisam ouvir a criança, mas se manter firme e mostrar que existem regras.

– A família se sente insegura em dar limites porque se sente culpada. O limite é essencial para o bem-estar de todos e serve para o futuro – explica a psicóloga Fabíola Scherer Cortezia.3) Acompanhe a escola
Depois de escolhida a instituição de ensino para seu filho, a tarefa está cumprida. Você pensa assim? Pois saiba que pais, educadores e crianças são os protagonistas de uma boa formação. Por isso, é fundamental manter-se envolvido com os estudos do seu filho.

Dominar conteúdos não é suficiente, é preciso que a criança se sinta feliz ao ir para aula porque só assim ela terá prazer em aprender e a conviver com o ambiente escolar. Pergunte para seu filho se a escola está valendo a pena, se ele está feliz. Converse com professores e orientadores. Leia para a criança.

Evite se preocupar demais com as notas. De acordo com o pedagogo Euclides Redin, doutor em Ciências da Educação, se preocupar com a avaliação é uma forma de controlar o pensamento da criança. Em vez do resultado, entenda o desempenho de seu filho a partir do grau de satisfação dele com a escola. Se ele estiver gostando e fazendo amigos, provavelmente estará aprendendo o conteúdo ensinado.4) Honestidade
Exercícios de honestidade começam dentro de casa. Ensine a criança a falar a verdade e mostre a ela o quanto é ruim copiar um trabalho da internet ou inventar desculpas para não ir a aula. Os ensinamentos devem ser feitos com amor e paciência, e o excesso de trabalho dos pais não pode ser desculpa para liberar as crianças a fazerem tudo o que querem e de maneira desonesta.5) Responsabilidade pelo que faz
Desde cedo, a criança precisa aprender a ser responsável por algumas coisinhas. Ensiná-la a guardar os brinquedos, a organizar o material da escola e a estudar nos dias de prova são alguns exemplos de que a responsabilidade é um exercício que pode começar desde cedo. Claro que convém o bom senso dos pais para perceber quando a "tarefa" é muito pesada para seu filho.6) Respeite aos mais velhos
Pais devem exigir respeito dos filhos sem ser autoritários, o que significa fazer com que as crianças escutem suas lições e ensinamentos. Perceber a importância da sabedoria dos mais velhos é importante não apenas para conviver com as pessoas, mas também para aprender com a experiência dos outros e para ter atitudes de educação.

Converse com a criança explicando que todos nascemos pequenos e, com o tempo, crescemos, envelhecemos e aprendemos muito da vida. O ensinamento diz que devemos ouvir, prestar atenção e respeitar pais, professores e avós.7) Respeitar as diferenças
Uns gostam de azul, outros, de vermelho. Pessoas são altas, baixas, gordas e magras. Todos somos diferentes e seu filho precisa perceber que a diferença serve para somar as relações pessoais, e não para separar as pessoas.

Provavelmente, será dentro da sala de aula que seu filho perceberá mais a variedade de estilos e comportamentos: tem aqueles que são mais espertos, os mais quietinhos. Explique o quanto é legal ser diferente. É preciso aceitar as pessoas que não seguem os mesmos padrões que o nosso e isso não significa que somos melhores ou piores que os outros. A atitude ajudará seu filho a trabalhar em grupos, a ser mais receptivo e menos preconceituoso no futuro.8) Cuidar da natureza
Assim como ensinamos a crianças hábitos e valores relacionados ao comportamento, àqueles que refletem no ambiente também são importantes. Afinal, o que as crianças fazem hoje terá resultados no futuro.

Mostre a seu filho o quanto é bom passear no parque, ter vínculos com os animais e aproveitar os alimentos da natureza. Reduza o tempo das crianças na frente da TV e do computador e explique a importância de fenômenos naturais como a chuva, o vento e as estações do ano.

Quando a temperatura estiver favorável, permita que eles brinquem com água e andem de pés descalços quando a temperatura estiver favorável. Também não esqueça de dar exemplos: alimentar-se naturalmente, economizar água e ir a feiras ecológicas com as crianças é um grande passo.9) Ensine-o a escutar
Às vezes, pode parecer mais cômodo dizer não para as crianças e terminar a conversa. Mesmo que você queira colocar limites, é preciso ouvi-las. Ouvir um filho é permitir que ele exponha seu ponto de vista e aprenda a aceitar a opinião do outro. Respeitar a vontade do outro é básico para uma convivência saudável.10) Evoque as palavras mágicas
O tempo passa e algumas coisas não mudam. Expressões como "muito obrigada", "por favor", "licença" e "desculpa" nunca saem de moda ou dos padrões de educação.

As palavras de boas maneiras são mágicas para o futuro, para fazer com que as crianças se hoje não se transformem em adultos insensíveis.
EDUCAÇÃO S/A

Dica: Motivando a ler

Dica: Motivando a ler
Uma dica legal para motivar a leitura ainda na infância é através da curiosidade.
Compre alguns livros adequados a idade de seu filho. Inicie você lendo para ele. Dê risadas nas partes engraçadas; fale em tom baixo e melancólico nas parte tristes ou seja , dê entonação a história. Você verá que será uma diversão e claro estará estimulando o gosto pela leitura.
Com relação a curiosade da criança - diga que alguns dos livros que você comprou são "meio que" proibidos e que você não poderá ler e, deixe o livro guardado em algum lugar visível. Com certeza - quando você não estiver presente a curiosidade falará mais alto e o livro será "devorado".
Estimule sempre. Ler é viver. Ler é saber.

EDUCAÇÃO S/A