IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

domingo, 3 de julho de 2016

Dormir deixa o coração mais saudável, diz ciência. Saiba o motivo


Fazer as pazes com o travesseiro é um bom caminho para evitar doenças do coração, que acometem cada vez mais mulheres. Veja como usar o sono a seu favor


Pesquisas mostraram que pessoas que dormem menos de seis a oito horas por noite têm duas vezes mais chance de sofrer com um derrame ou um ataque do coração. “Quando você não descansa o suficiente durante a noite, seus hábitos alimentares não costumam ser os melhores”, explica Nieca Goldberg, diretora médica do Center for Women’s Health at NYU Langone Medical Center, nos Estados Unidos. “E seu corpo ainda libera mais cortisol, hormônio que pode levar a um aumento da pressão sanguínea”, acrescenta a especialista.


Só consegue dormir tarde da noite? Não se estresse. Tirar um rápido cochilo durante o dia já ajuda muito. A sua pressão sanguínea tende a diminuir cerca de 5% depois da sesta, de acordo com um estudo com quase 400 homens e mulheres conduzido por pesquisadores gregos e apresentado no último Congresso Europeu de Cardiologia, realizado em Londres, na Inglaterra.



Produção de texto turma da mônica...

A turma da mônica agora vem com produção de texto para o ensino fundamental, todas as tirinhas de produção de texto estão prontas para imprimir! Nelas você conta com a turma da mônica sendo um total de 12 atividades pra ser exercitado em sala de aula ou como dever de casa e pode ser aplicado desde o 2° ano até o 4° ano do ensino fundamental.

Produção de texto turma da mônica


Produção de texto turma da mônica


Produção de texto


Turma da mônica


Produção de texto turma da mônica

















http://www.educarx.com/2013/09/producao-de-texto-turma-da-monica.html

Alimentos para fortalecer os ossos

Inclua os alimentos certos nas suas refeições e tenha ossos mais fortes e resistentes

Os ossos são responsáveis por dar sustentação ao corpo, proteger os órgãos internos, armazenar e liberar determinados minerais na corrente sanguínea e produzir células sanguíneas, além de auxiliarem na movimentação de braços, pernas, dedos, pés e outras partes do corpo.


Sua estrutura é basicamente composta por um tecido conjuntivo muito rígido, que conta com a presença de cálcio, fibras de colágeno e proteoglicanos – um tipo de proteína.


Ligados por mecanismos conhecidos como articulações, os ossos formam o esqueleto dos animais vertebrados. O corpo humano, por exemplo, conta com a presença de 206 ossos.


Devido à sua grande importância para o bom funcionamento da estrutura do organismo, é imprescindível manter os ossos em boas condições. Doenças como a osteoporose são cada vez mais comuns, atingindo principalmente pessoas com mais de 50 anos.


Essas enfermidades, caracterizadas pela perda de massa óssea, são normalmente assintomáticas, mas podem ocasionar problemas quando seu portador sofre alguma fratura. Para isso, alguns tipos de atividade física são recomendados, além de cuidados específicos com a alimentação.


Reponha o cálcio através da alimentação
Repor as quantidades de cálcio perdidas pelo organismo como resultado de seu funcionamento normal deve ser a principal preocupação de qualquer indivíduo que pretenda manter sua estrutura óssea saudável e forte.


O consumo diário recomendado de cálcio é de 1000mg para pessoas com até 50 anos. A partir dessa idade, devido a uma perda mais acelerada de massa óssea, recomenda-se ingerir um mínimo de 1200mg de cálcio, todos os dias.


O leite é escolha natural da maioria das pessoas, por possuir cerca de 300mg de cálcio em sua composição. Os laticínios e bebidas lácteas podem também ser de grande ajuda na reposição. Iogurtes, por exemplo, possuem quase a mesma quantidade de cálcio e são uma boa opção de variação do leite propriamente dito.


Para quem não gosta de leite puro, não há mal algum em misturá-lo a café ou chocolate em pó, por exemplo. Há algum tempo surgiram boatos de que o achocolatado ou chocolate em pó poderia “quebrar” o cálcio presente no leite, anulando seus benefícios para os ossos. No entanto, a ciência já provou que essa afirmação não passa de um mito.


Para quem é alérgico ou possui intolerância à lactose, peixes como a sardinha e o salmão também contêm quantidades satisfatórias de cálcio. Uma porção com três sardinhas, por exemplo, possui vitamina D e uma quantidade de cálcio comparável à do leite ou do iogurte.


Os vegetais de cor verde escura, como brócolis e espinafre, são capazes de aumentar a densidade óssea em até 3%. Grãos de soja, castanhas, linhaça e nozes também são opções ricas em cálcio e ômega-3. O campeão da porcentagem de cálcio é o gergelim que, em uma única colher de sopa, fornece os mesmos benefícios de um copo de leite.



5 truques para não engordar durante viagens de férias

Depois de um ano inteiro de trabalho duro, chegam suas merecidas férias e, com elas, a vontade de relaxar, viajar e conhecer, além de paisagens diferentes, pratos e comidas exóticas. Para aproveitar o melhor dos passeios sem sofrer com quilos a mais no retorno para casa, aprenda 5 truques para não engordar durante viagens de férias:


1. Se além de gratuito, o café da manhã do hotel é amplo, seu primeiro impulso é experimentar de tudo. O indicado, no entanto, é controlar bem o que você come, evitar guloseimas e apostar em pequenas porções.


2. Se você vai caminhar e passear o dia todo, procure levar na mochila opções saudáveis de lanches para garantir energia e evitar abusar de comidas gordurosas e de procedência duvidosa em restaurantes, lanchonetes e ambulantes.


3. Se seu quarto de hotel é equipado com frigobar ou mesmo fogão, procure comprar alimentos saudáveis e frutas no mercado próximo e faça sua própria refeição, mais econômica e que não compromete a dieta.


4. Evite as tentações e passe longe de buffet que normalmente faz com que você encha o prato, mesmo sem estar necessariamente com fome ou vontade de comer. Se não puder fugir do esquema, vale a mesma dica do café da manhã: modere nas porções.


5. Aproveite que você está conhecendo um lugar novo e evite táxis e carros alugados e prefira fazer longas caminhadas e use transporte público. Além de se exercitar e queimar calorias, você ainda tem diferentes experiências e pode descobrir regiões que nem estavam em seus planos.



5 passos para tornar seu organismo (e aparência) 5 anos mais jovem

Se você se preocupa demais com cremes e tratamentos de beleza para parecer mais jovem, mas ignora a importância de bons hábitos e alimentação equilibrada, saiba que, além de comprometer a saúde, ainda comete erros que tornam inúteis qualquer intervenção meramente estética.

Se você acredita que a verdadeira beleza vem de dentro para fora, precisa então saber como colocar a ideia em prática, seguindo 5 passos para tornar seu organismo (e aparência) 5 anos mais jovem, segundo especialistas ouvidos por uma reportagem publicada no site do jornal “Daily Mail”:

1. Evite o consumo excessivo de açúcar. Além de ter efeito viciante, ele atrapalha a dieta, é fonte de diversos problemas de saúde, como diabetes e obesidade, e ainda causa estragos na pele. Por aumentar o hormônio insulina, o alimento pode provocar aparecimento de espinhas e reduzir a elasticidade da pele.

2. Aposte em alimentos ricos em ômega-3 que, além de contribuírem para a saúde do cérebro, coração e olhos, ainda desempenham papel fundamental na estrutura e aparência da pele por proteger as células, controlar inflamação e minimizar os danos dos raios solares na cútis.

3. Antioxidantes funcionam como protetores da pele, limitando a produção de radicais livres, os principais culpados por danificar nossas células, provocando envelhecimento precoce. E saiba que pode garantir os benefícios consumindo alimentos ricos em vitamina C, um dos mais poderosos antioxidantes naturais.

4. O zinco desempenha diversas funções no corpo, está envolvido em muitos processos biológicos e, quando deficiente no organismo, pode até atrapalhar a saúde da pele, já que é necessário para o crescimento celular normal. O nutriente pode ser encontrado em alimentos como aveia, sementes de abóbora, ovos, ostras e ervilhas.

5. As proteínas são essenciais para a reparação de tecidos e para a construção de novas camadas de pele, além de serem necessárias para a substituição de as células mortas. Em média, uma mulher precisa de 1g de proteína por quilo de peso corporal por dia, então aposte em alimentos como carnes, ovos, lentilhas, entre outros.

11 dicas práticas para acelerar o metabolismo


Saiba quais alimentos e hábitos podem ajudar no processamento das calorias

O metabolismo nada mais é do que a forma como nosso organismo processa as calorias que ingerimos. Enquanto se é jovem, o metabolismo é rápido. Por isso, na adolescência, muitos comem sem parar e continuam magros, mesmo depois de um pacote inteiro de bolacha recheada, por exemplo.

Depois dos 30, entretanto, a coisa pega. Principalmente nas mulheres, cujo organismo tem mais tecido gorduroso e esse é o grande problema: as células de gordura queimam menos caloria que as de músculo, a conhecida massa magra. Para não deixar o metabolismo ficar lerdo, as dicas são muitas, da alimentação à prática de exercícios. Vamos lá?

Alimentos que aceleram o metabolismo

Conhecidos como termogênicos, uma vez que são capazes de aumentar a temperatura corporal e acelerar a queima de gordura, eles ajudam no controle do peso e no emagrecimento. Então, tenha sempre à mesa:
1. Pimenta vermelha: bastam três gramas ao dia como tempero de pratos quentes e saladas pra aumentar o metabolismo em até 15%. Mas tem que ser a vermelha, pimenta-do-reino não tem esse efeito, certo?
2. Chá verde: também favorece a utilização da gordura corporal e atua como fonte de energia, com função de estímulo metabólico. É preciso beber quatro xícaras do chá ao dia. Só não vale adoçar com açúcar: tome puro ou use algumas gotas de adoçante.
3. Canela: tem alto teor de cálcio, essencial para aumentar o metabolismo basal. Salpique um pouco em pratos quentes, molhos e até saladas. Também vale colocar na sobremesa, mas não pode exagerar nos doces.
Depois do café da manhã, almoço e jantar, coma frutas e faça lanches rápidos e leves.
4. Gengibre: pode aumentar o gasto calórico em mais de 10%. Para consumir, use-o como tempero de carnes, aves e peixes. Vale colocar na sopa de legumes e no chá.
5. Ômega 3: encontrada em peixes como salmão, sardinha e atum, essa substância aumenta o metabolismo basal e faz com que o organismo não retenha tanto líquido. Opte por colocar uma porção de alguns desses citados no prato principal da sua refeição. Também vale fazer um lanche natural de atum ou usá-lo como mais um ingrediente da salda à noite.
6. Fibras naturais: por serem indigeríveis, elas mantêm a saciedade por mais tempo, agindo no metabolismo basal. No intestino, melhoram a microflora intestinal. Além disso, são fundamentais para uma ótima absorção de nutrientes, que também ativarão o metabolismo.

Hábitos que aceleram o metabolismo

1. Não ficar grandes intervalos sem comer: depois do café da manhã, almoço e jantar, coma frutas e faça lanches rápidos e leves. Sucos naturais, barrinhas de cereais e frutas são as melhores opções. Desse jeito, o metabolismo fica ativo durante o dia todo.
2. Combinar exercícios aeróbicos com ginástica localizada ou musculação: a prática regular produz uma ação metabólica contínua, acelerando o metabolismo. Ganhar massa magra (músculos) também é ótimo, já que esta gasta mais energia que o tecido de gordura.
3. Beber muita água: ela é fundamental para transportar vitaminas, minerais e hormônios, para eliminar toxinas e para o bom funcionamento dos intestinos. Beba de oito a 10 copos de água por dia, pelo menos. A água gelada acelera um pouco mais o metabolismo, já que nosso corpo trabalha (ou seja, queima energia) para deixá-la na temperatura normal.

O que retarda o metabolismo?

1. Estresse: ele diminui o seu metabolismo por colocar o seu organismo em estado de tensão. Além disso, muitas pessoas tendem a comer mais quando estão estressadas.
2. Falta de sono: isso faz com que você não acorde com a energia necessária para mais um dia, os músculos do corpo não estarão a 100% e o seu sistema metabólico ficará ressentido.
Se você cumpre tudo isso certinho e, mesmo assim, não vê resultado, marque uma consulta médica. Às vezes, algum padrão rotineiro pode estar atrapalhando todo o processo.

Grupos sanguíneos – Sistema ABO – Transfusão de sangue...

No início do século XX, muitas pessoas morriam depois de transfusões sanguíneas. Após algumas observações, o médico e biólogo austríaco Karl Landsteiner (1868-1943) percebeu que as mortes ocorriam porque nem todas as pessoas possuíam sangue idêntico.
Landsteiner e sua equipe misturaram amostras de sangue de determinadas pessoas e perceberam que as hemácias se aglutinavam e formavam coágulos que obstruíam a circulação, evidenciando que o sangue dessas pessoas era incompatível. Essa foi uma descoberta tão importante para a ciência que, em 1930, Landsteiner recebeu o “Prêmio Nobel de Fisiologia”.
Nos seres humanos podemos encontrar quatro tipos de sangue diferentes que são causados pela combinação de alelos múltiplos: A, B, AB e O. Por este motivo, o nosso sistema sanguíneo também pode ser chamado de Sistema ABO. O que diferencia esses quatro tipos sanguíneos é a presença ou ausência de aglutinogênios na membrana das hemácias (glóbulos vermelhos) e de aglutininas no plasma sanguíneo.
Os aglutinogênios podem ser do tipo A e do tipo B, eles reagem como antígenos quando inseridos em um corpo que não os contém. As aglutininas são substâncias aglutinadoras que reagem como anticorpos quando entram em contato com um antígeno diferente, elas podem ser do tipo anti-A e anti-B.
Tabela de Tipo Sanguíneo
Cada indivíduo possui aglutinogênio e aglutinina não correspondentes e isso é o que determina a compatibilidade na doação de sangue, ou seja, uma pessoa não pode receber aglutinina correspondente ao seu tipo de aglutinogênio.
Por exemplo, uma pessoa com sangue do tipo A possui aglutinogênio A com aglutinina anti-B, se essa pessoa entrar em contato com aglutinogênio tipo B, eles irão aglutinar causando a coagulação do sangue que foi recebido.
Em uma transfusão sanguínea é importante olhar o tipo de aglutinogênio presente na hemácia da pessoa que vai doar e o tipo de aglutinina do plasma da pessoa que vai receber a doação.
Os indivíduos do tipo A só podem receber sangue de tipo A ou do tipo O, o mesmo ocorre com indivíduos do tipo B. Esses dois grupos podem doar sangue para indivíduos do mesmo grupo sanguíneo que eles, tipo A e tipo B, respectivamente, e também para o grupo AB.
Os indivíduos que possuem sangue do tipo O são conhecidos como doadores universais pois como não possuem aglutinogênios podem doar para todos os tipos sanguíneos.
Já as pessoas portadoras de sangue do tipo AB são consideradas receptores universais porque não possuem aglutininas no plasma e podem receber doações sanguíneas de qualquer tipo de sangue. Entretanto, pessoas com sangue tipo O só pode receber doações de doadores tipo O e, pessoas com sangue tipo AB só podem doar para receptores do tipo AB.
Receptores Sanguíneos
A herança genética no Sistema ABO é determinada pelos alelos IA e IB, e a presença do alelo i em dose dupla, inibi a produção de aglutinogênio dos outros dois alelos. Os alelos IA e IB quando expressos juntos, apresentam co-dominância, porém eles dominam o alelo i.
Fenótipos e Genótipos

Denisele Neuza Aline Flores Borges
Bióloga e Mestre em Botânica
http://escolaeducacao.com.br/grupos-sanguineos-sistema-abo-transfusao-de-sangue/

Tecidos de preenchimento e sustentação vegetal: parênquima, colênquima e esclerênquima

Os vegetais possuem cinco órgãos (raiz, caule, folha, flor e fruto) que são organizados com diferentes tipos de tecidos adultos originados do meristema fundamental, um tecido embrionário com células indiferenciadas e com grande capacidade de divisão mitótica. Os tecidos de preenchimento e sustentação são o parênquima, o colênquima e o esclerênquima.
O parênquima é um tecido presente em praticamente todos os órgãos dos vegetais. Por ser um tecido muito diversificado, possui várias funções como preencher o órgão, fazer reserva de substâncias ou até mesmo auxiliar na realização da atividade fotossintética das plantas.
Quando tem função de preenchimento, o parênquima é composto por células grandes, justapostas e túrgidas. Ele está presente, principalmente, em raízes, caules, frutos e nele podemos encontrar células especializadas para defesa do órgão, como por exemplo as ráfides.

Parênquima Clorofiliano

O parênquima clorofiliano é repleto de cloroplastos e está presente em órgãos que fazem fotossíntese (folhas e caules verdes), normalmente encontrado na face que está voltada para a luz solar.
Uma das principais funções do parênquima é a de fazer reserva de substâncias. Existem plantas que fazem reservas de amido em seus órgãos, como é o caso da batata inglesa, do feijão e da mandioca, por exemplo. O parênquima existente nelas é do tipo amilífero, ele possui células com grandes vacúolos que armazenam o amido.
Parênquima amilífero
Parênquima amilífero
Nas plantas que vivem em ambientes desérticos ou com grandes períodos de escassez hídrica, o parênquima de reserva guarda água nos vacúolos. Dessa forma, o vegetal garante água para suas funções vitais, como a fotossíntese. Podemos observar com facilidade o parênquima aquífero na estrutura anatômica das cactáceas.
Parênquima aquífero
Parênquima aquífero
Para sobreviver ao ambiente aquático, as plantas necessitam obter oxigênio já que realizar trocas gasosas dentro da água é extremamente dispendioso.
Além disso, o ambiente aquático não possui oxigênio suficiente, fazendo com que as células da planta corram o risco de morrer por hipóxia (falta de oxigenação dos tecidos).
Para suprir essa necessidade de oxigênio, as plantas aquáticas desenvolvem o parênquima aerífero, conhecido como também como aerênquima.

Aerênquima

O aerênquima é composto por um tecido com muitos espaços de ar, que podem surgir por morte celular programada ou por separação das células. Esse tecido permite que as raízes vivam em grandes profundezas e também que as folhas flutuem e consigam realizar fotossíntese normalmente.

Colênquima

O colênquima é composto por células vivas. É um tecido elástico que garante maleabilidade ao órgão. Esse tecido possui células com grandes espessamentos na parede celular, que podem ser de vários tipos (espessamento total, espessamento em U).
A presença do colênquima em gramíneas, caules longos e finos garante que eles não quebrem em situações de ventania ou movimento de animais próximos a eles. O esclerênquima é um tecido rígido, de proteção. Ele confere rigidez a troncos, pois tem células com paredes lignificadas (o que causa a morte das células desse tecido) e muito resistentes.
Denisele Neuza Aline Flores Borges
Bióloga e Mestre em Botânica
http://escolaeducacao.com.br/tecidos-de-preenchimento-e-sustentacao-vegetal-parenquima-colenquima-e-esclerenquima/

Nova geração do BMW Série 7 chega ao Brasil



O BMW Série 7 estreia sua sexta geração no Brasil trazendo avançados itens tecnológicos e a mais alta etiqueta de preços entre seus rivais: R$ 709 950. O sedã de alto luxo desembarca em versão única, a 750Li M Sport, com kit visual esportivo, e estará disponível em quatro opções de cores externas metálicas – Preto Safira, Branco Mineral, Cinza Singapura e Carbon Black.




Com motor 4.4 V8 de 450 cavalos e torque de 66,3 kgfm a 5500 rpm, o Série 7 conta com tração traseira e câmbio automático Steptronic de oito marchas. O sedan acelera de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente). 




Incorporando o pacote aerodinâmico M Sport, que agrega para-choques e saias laterais com estilo esportivo, detalhes em preto-brilhante, logotipos iluminados na soleiras e rodas de liga leve M Sport de 20 polegadas, o novo Série 7 exibe faróis Full-LED adaptativos com assistente de farol alto, grade com o Active Air Stream (controlador de abertura e fechamento das aletas frontais) e lanternas visualmente unidas por uma lâmina cromada mais fina. O BMW possui dimensões ampliadas: 5,24 metros de comprimento, 1,48 metro de altura, 2,17 m de largura (incluindo retrovisores) e distância entre-eixos de 3,21 metros.



O interior do BMW Série 7 traz materiais requintados, como madeira, metal polido e couro Nappa (nas cores branco Ivory, preto e Mokka), além de funcionalidades como o Comfort Access (abertura e fechamento das portas e do porta-malas sem contato manual) e Soft Close (caso a porta seja mal-fechada, ela é puxada automaticamente), além de bancos com ajustes elétricos, aquecimento, ventilação e massageador, sistema de som Bowers & Wilkins com amplificador de 10 canais e 16 alto falantes; Touch Command Control, um tablet de sete polegadas, integrado ao descanso de braço central traseiro, removível e com acesso a TV, rádio, espelhamento de aplicativos Android, DVD, Wi-Fi e Blu-Ray, contando com entradas HDMI, USB e MHL, além de funções do veículo, como acionar o ar-condicionado de quatro zonas, abrir ou fechar as janelas e o teto solar, abaixar ou levantar as cortinas dos vidros laterais traseiros, assim como acionar o massageador e a ventilação dos assentos traseiros.


Quem viaja atrás desfruta do Executive Lounge Seating, que possibilita afastar o banco dianteiro direito em 9 centímetros (além de abrir um apoio para os pés) e de duas telas de 10 polegadas com leitor de Blu-Ray, além do BMW Vitality, que traz 8 opções de exercício para os músculos das costas e ombros - os sensores dos bancos captam os movimentos e geram um relatório assegurando que estes exercícios estão sendo realizados da maneira correta - além do Individual Cool Box, pequena geladeira integrada aos assentos traseiros e com capacidade para 15 litros, que ao ser removida, amplia o espaço do porta-malas em 50 litros.



Outros destaques são o teto solar elétrico panorâmico Sky Lounge com luzes de LED integradas que imitam o céu estrelado (são cerca de 15 mil pontos de luz que podem ser visualizados em seis cores), o Ambient Air, que regula a intensidade e o tipo de aroma predominante na cabine (são quatro opções de fragrâncias), o Gesture Control (sensor instalado no console superior capaz de reconhecer gestos com as mãos, permitindo executar algumas funções, como controlar o volume do áudio, atender ou recusar chamadas telefônicas ou ainda navegar pelo menu do GPS), sistema multimídia iDrive touch (com botão que reconhece sinais e letras desenhadas com a ponta dos dedos, tela de 10,25 polegadas touchscreen e HD de 20 GigaBytes para armazenamento de arquivos de áudio e mapas com efeito tridimensional) com ConnectedDrive (inclui serviços de concierge, informações de trânsito em tempo real, chamada de emergência em caso de acidente e aviso, com 2 mil quilômetros ou quatro semanas de antecedência, se uma revisão é necessária), além da chave Display Key, com um pequeno visor de LCD colorido, sensível ao toque - por meio dela é possível acender e apagar as luzes internas, abrir e fechar os vidros, assim como acessar diversas informações sobre o veículo, como localização, autonomia, serviços e reparos.



O quadro de instrumentos de 12,3 polegadas reúne os tradicionais velocímetro, conta-giros e hodômetro com informações de GPS, chamadas telefônicas e entretenimento, podendo ser configuradas de acordo com o modo de condução escolhido – ECO PRO, SPORT, COMFORT e ADAPTIVE. Também estão disponíveis o Head-up Display, o Night Vision e o Driving Assistant Plus, além do Surround View, conjunto de câmeras e sensores que geram a visualização em 3D do entorno do modelo.



Com regeneração da energia gerada em frenagens e Auto Start/Stop, o sSérie 7 está cerca de 130 quilos mais leve, com o emprego de fibra de carbono em sua estrutura. O pacote de segurança engloba seis airbags, freios ABS, controles de estabilidade e tração, pneus Run-Flat e o Active Protection, que em caso de iminência de acidente, aciona mecanismos de proteção, como os pré-tensionadores dos cintos de segurança e o fechamento automático das janelas.


http://www.autorealidade.com.br/2016/05/nova-geracao-do-bmw-serie-7-chega-ao.html

Renault Grand Scénic estreia nova geração, mais espaçosa




Após a apresentação da quarta geração da Scénic no Salão de Genebra, a Renault revela a nova Grand Scénic, com maior espaço interno e opção de 5 ou 7 assentos. Vinte e quatro centímetros mais longa em relação à recém-apresentada Scénic, a variante Grand possui opção de rebatimento dos bancos traseiros por um toque, criando um assoalho plano. Na configuração de 5 lugares, a capacidade do porta-malas é de 718 litros, capacidade 222 L superior em comparação com a variante menor (veja ambas na foto ao lado).




Esteticamente, a Grand Scénic incorpora elementos mais robustos e elegantes: rodas de 20 polegadas em todas as versões, com pneus 195/55; cor de lançamento Vision Brown, teto panorâmico fixo, lanternas com efeito tridimensional, moldura prateada no porta-malas traseiro, além de teto, capas dos retrovisores e molduras das colunas em cor contrastante (preta ou cinza).




Internamente, a Grand Scénic está mais sofisticada: o quadro de instrumentos parcialmente digital se complementa com as informações projetadas em uma plaqueta transparente no nível dos olhos do motorista. Cinco cores ambiente estão disponíveis (sépia, vermelho, azul, roxo e verde). Além disso, o sistema multimídia R-Link passa a ter tela posicionada na vertical, de 8,7 polegadas, com comandos de voz, GPS, integração com smartphones e interface personalizável, além de som Bose (opcional) com 13 alto-falantes. E, espalhados pela cabine, estão disponíveis diversos porta-objetos (incluindo quatro alçapões no piso e console central ampliado) que somam nada menos que 63 litros.




O condutor tem à disposição múltiplos recursos de segurança: Lane Keeping Assist (entre 70 e 160 km/h, vibra o volante caso esteja saindo da faixa sem dar seta e ajusta a direção para acompanhar a faixa de rodagem), detector de fadiga (operante acima de 60 km/h, observa sinais de sonolência e alerta de forma visual e sonora), controlador de velocidade adaptativo com manutenção de distância segura do veículo à frente, frenagem automática de emergência, auxiliar de farol alto, câmera de ré com sensores dianteiros e traseiros, além do Easy Park, que encaixa o carro na vaga, bastando ao motorista acelerar e frear.


Pela primeira vez, o Grand Scénic terá uma versão movida a diesel e eletricidade, a Hybrid Assist, além de outras duas opções movidas a gasolina e outras 4 com motorizações diesel.

http://www.autorealidade.com.br/2016/05/renault-grand-scenic-estreia-nova.html