IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

sábado, 16 de julho de 2016

Atividades Sobre Pronomes com Gabarito...

Atividades Sobre Pronomes com Gabarito

Você sabia?
O lhe é o único pronome oblíquo átono que já se apresenta na forma contraída, ou seja, houve a união entre o pronome o ou a e preposição a ou para. Por acompanhar diretamente uma preposição, o pronome lhe exerce sempre a função de objeto indireto na oração.

Os pronomes me, te, nos e vos podem tanto ser objetos diretos como objetos indiretos.

Os pronomes o, a, os e as atuam exclusivamente como objetos diretos.

1) Como sabemos, a língua escrita requer uma linguagem que esteja de acordo com a norma padrão. Assim sendo, as frases a seguir pertencem a um nível mais coloquial. Reescreva-as procurando adequá-las à forma correta:

a – Encontrei ela passeando no shopping.
b – Deixa eu sossegada, pois preciso descansar.
c – Desejas ir comigo e com minha irmã?
d - De hoje em diante está tudo terminado entre eu e você.
e -  Entreguei o livro hoje, portanto poderás pegar ele.
2) Da oração que segue, propõe-se que seja feita uma análise e, posteriormente, responda às questões que a ela se refere:

Marcos, o André saiu com sua irmã!

a – O uso do pronome possessivo implica em uma  duplicidade de sentido? Relate.

b – Reescreva-a eliminando esta ocorrência de modo a torná-la clara e objetiva.


3) Preencha as lacunas utilizando corretamente os pronomes demonstrativos:

a - _________ é a pessoa da qual lhe falei.

b – Não conseguiremos encontrar ________________estimados professores, pois eles já não trabalham mais aqui.

c – Empreste-me _____________livro? Há muito tento encontrá-lo.

d- Olha! Quem são _____________________convidados que acabaram de chegar?

e - ___________ foi o aluno destaque deste ano, desejas entrevistá-lo?


4) (Univ. Fed. Viçosa) Assinale o item em que há erro no emprego do pronome demonstrativo:
a – (   ) Paulo, que é isso que você leva?
b - (   ) “Amai vossos irmãos”! são essas as verdadeiras palavras de amor.
c -  (    ) Trinta de dezembro de 1977! Foi significativo para mim esse dia.
d – (    )  Pedro, esse livro que está com José é meu.
e – (    ) Não estou de acordo com aquelas palavras que José pronunciou.


5) Observe o trecho no qual encontra-se empregado o pronome de tratamento de forma correta. Logo em seguida atente-se para o que se pede:

 “-Vossa Excelência, por obséquio, queira falar mais alto, que não ouvi bem – e apontava agoniado, um dos deputados mais próximos.” (Fernando Sabino)

Qual o pronome de tratamento seria utilizado no caso de nos dirigirmos às seguintes pessoas:
a- Papa _____________________________
b – Ao reitor de uma universidade _________________________
c – A um amigo mais íntimo, convidando-o para um passeio ____________________
d – A um rei ou uma rainha _____________________________
e – A uma autoridade ligada ao mundo da política ______________________________


Gabarito:

Questão 1
a – Encontrei-a passeando no shopping.
b – Deixe-me sossegada, pois preciso descansar.
c – Desejas ir conosco?
d - De hoje em diante está tudo terminado entre nós.
e - Entreguei o livro hoje, portanto poderás pegá-lo.

Questão 2
a- Sim, o uso dos pronomes possessivos quando utilizados de forma inadequada incide de forma negativa na clareza do discurso, muitas vezes demarcado pela ambiguidade. No caso em questão, o uso do pronome “sua” remete ao seguinte questionamento: trata-se da irmã de Marcos ou de André?  

b – No intuito de atribuir clareza ao enunciado, esse deve ser assim expresso: Marcos, o André saiu com a irmã dele.

Questão 3
a -  Esta é pessoa da qual lhe falei.
b – Não conseguiremos encontrar aqueles estimados professores, pois eles já não trabalham mais aqui.
c – Empreste-me esse livro? Há muito tento encontrá-lo.
d- Olha! Quem são aqueles convidados que acabaram de chegar?
e – Este foi o aluno destaque deste ano, desejas entrevistá-lo?

Questão 4
Alternativa “C”.

Questão 5
a – Vossa Santidade
b – Vossa Magnificência
c -  Você
d – Vossa Majestade
e – Vossa Excelência

Atividades Sobre Pronome " lhe " com Gabarito.

Atividades Sobre Pronome " lhe " com Gabarito

Responda as Atividades sobre pronome " lhe " com gabarito, são 05 questões muito boas que lhe ajudará a entender melhor o pronome lhe.

Os pronomes me, te, lhe, nos, vos e lhes podem combinar-se com os pronomes o, os, a, as, dando origem a formas como mo, mos, ma, mas; to, tos, ta, tas; lho, lhos, lha, lhas; no-lo, no-los, no-la, no-las, vo-lo, vo-los, vo-la, vo-las. Observe  o uso dessas formas nos exemplos que seguem:

- Trouxeste o pacote?                      - Não contaram a novidade a vocês?
- Sim, entreguei-to ainda há pouco.   - Não, não no-la contaram.

No português do Brasil, essas combinações não são usadas; até mesmo na língua literária atual, seu emprego é muito raro.


1) A substituição do termo em destaque por pronome não está correta em:

a) Ponham o doente na cama.  - Ponham-no na cama.
b) Vou informar ao chefe o que aconteceu.  – Vou informá-lo o que aconteceu.
c) O tempo destruiu os casebres. – O tempo destruiu-os.
d) Vocês devem limpar a casa. Vocês devem limpá-la.
e) Não desobedeça a seus pais. – Não lhes desobedeça.


2) Assinale a alternativa em que o pronome oblíquo lhe está no lugar do pronome oblíquo o ou a, em desacordo com as orientações da norma culta.

a) Pediu a Rita que lhe explicasse tudo.

b) Então ela declarou-lhe que não voltaria mais.

c) O cocheiro propôs-lhe voltar a primeira travessa, e ir por outro caminho.

d) Ele, para lhe ser agradável, estava sempre discretamente afastado.

e) Vejamos o que lhe trouxe aqui.


3) Como sabemos, o pronome lhe desempenha a função de objeto indireto, complementando, portanto, o sentido de verbos transitivos indiretos. Nesse sentido, cabe a você analisar cada par de orações e marcar qual delas se encontra de acordo com o padrão formal da linguagem:

(    ) Não lhe cumprimentei durante a festa de comemoração do meu aniversário.

(   ) Não o cumprimentei durante a festa de comemoração do meu aniversário.

(    ) Gostaria de lhe convidar para fazermos uma viagem juntas.

(    ) Gostaria de convidá-la para fazermos uma viagem juntas.


4) Substitua as expressões em destaque pelo pronome pessoal do caso oblíquo “lhe”, tendo em vista a função de objeto indireto que ele desempenha.  Caso seja necessário, realize as adaptações necessárias quanto à colocação dos termos na oração:

a) Entregamos as encomendas ao cliente.
b) Eles devem obedecer aos mais velhos. 
c) Devolva a eles os relatórios entregues ontem.
d) Não prometemos nada a elas senão a merecida premiação.
e) Nada respondi a ele quando me perguntou sobre você.


5) Testando seus conhecimentos acerca da colocação dos pronomes oblíquos átonos nas locuções verbais, aponte quais alternativas se encontram em acordo com o padrão formal da linguagem:

(A) Não lhe devo contar a verdade sobre sua família.
(B) Não devo lhe contar a verdade sobre sua família.

(C) Não lhe estava contando a verdade sobre sua família.
(D) Não estava lhe contando a verdade sobre sua família.


Gabarito:

Questão 1
Letra “B”

Um aspecto de fundamental importância que deve ser analisado diz respeito àtransitividade do verbo “informar”. Ele, por sua vez, classifica-se como transitivo direto e indireto, ou seja: quem informa, sempre informa algo a alguém. Dessa forma, esse termo “a alguém” representa, portanto, o objeto indireto – fato que nos faz analisar que o correto seria “vou informar-lhe o que aconteceu”.

Questão 2
Letra “E”

Questão 3
Acerca do primeiro par, temos como adequada a segunda alternativa, visto que o verbo cumprimentar não se apresenta como transitivo indireto, mas sim como transitivo direto, ou seja: quem cumprimenta, cumprimenta alguém, e não a alguém.

Já no segundo par de orações, temos como adequada a segunda das alternativas, dada a condição de que o verbo convidar se caracteriza como transitivo direto, isto é, quem convida, convida alguém, e não a alguém.

Questão 4
a) Entregamos as encomendas ao cliente.
Entregamos-lhe as encomendas. 

b) Eles devem obedecer aos mais velhos
Eles devem obedecer-lhes.  

c) Devolva a eles os relatórios entregues ontem.
Devolva-lhes os relatórios entregues ontem.

d) Não prometemos nada a elas senão a merecida premiação.
Não lhes prometemos nada senão a merecida premiação.

e) Nada respondi a ele quando me perguntou sobre você.
Nada lhe respondi quando me perguntou sobre você.

Questão 5

Analisando as orações em questão, constatamos que as alternativas que se adéquam ao padrão formal da linguagem são aquelas representadas, respectivamente, pelas letras “A” e “C”.  Tal afirmação se deve ao fato de que em se tratando da locução verbal, dada a presença do advérbio de negação (não), o pronome átono se situa antes do verbo auxiliar.

VOCÊ NUNCA VIU NADA IGUAL: COMO CONTROLAR O AÇÚCAR NO SANGUE USANDO APENAS 1 OVO COZIDO!

O diabetes é uma ameaça que não para de crescer.

De acordo com estudo publicado na revista médica britânica The Lancet, a taxa mundial de diabetes quase dobrou nas últimas duas décadas,

Já são quase 400 milhões de diabéticos no mundo, mais de 5% da população mundial.

O estudo divulgado pela The Lancet mostrou um aumento de 45% dos casos de diabetes no mundo todo de 1990 a 2013.

E quase todo o aumento foi do tipo 2, que é a forma mais comum da doença e costuma ser relacionado à obesidade.

Esta muito claro que o mundo vive uma verdadeira epidemia de diabetes.

E que as causas são a alimentação.

Todos sabem que o grande vilão da história são o açúcar, o refrigerante e os produtos feitos com farinha de trigo (especialmente a branca).

Mas o que é feito para conscientizar a população sobre isso?

Nada!

Os responsáveis pela saúde da população fazem vista grossa para o problema.

O que a maioria das escolas brasileiras oferece para o lanche das crianças?

Por que não se criar uma lei que proíba, por exemplo, a venda de frefrigerante nas escolas?

Uma ideia simples, que ajudaria bastante no controle do diabetes e de outros problemas de saúde.

Mas quem se preocupa com isso?

Mas nosso papel, além de alertar, é ensinar receitas caseiras e naturais.

Na verdade, "ensinar" não é o verbo mais adequado.

O que fazemos aqui é "resgatar" velhas receitas da medicina popular, para que elas voltem a ser usadas nos dias atuais e não caiam no esquecimento.

Neste post, por exemplo, você vai saber como controlar o diabetes com um simples ovo cozido.

Aprenda:
INGREDIENTES

1 ovo cozido

Vinagre de maçã (quantidade necessária)

MODO DE PREPARO

Você deve começar a preparação perto de ir dormir.

Coloque o ovo para cozinhar.

Assim que a água começar a ferver, conte de 8 a 10 minutos para desligar o fogo.

Descasque-o bem e, com um garfo, faça alguns furos.

Esses furos servem para o vinagre penetrar.

Coloque o ovo em uma tigela e adicione o vinagre para cobrir, pelo menos, metade do ovo.

Deixe descansando durante a noite/madrugada.

Na manhã seguinte, consuma o ovo com um copo de água morna.

A água vai ajudar a digerir melhor o ovo e a tirar o gosto da boca, se o sabor do vinagre for muito forte para você.

Faça o tratamento três vezes por semana, durante duas semanas.

Depois é recomendável que você faça exames e ateste a eficácia do remédio.

Certamente os exames vão trazer boas notícias e mostrarão mudanças significativas nos níveis de glicose.

E você vai ficar impressionado(a) com a descoberta desta excelente receita caseira para controlar o açúcar no sangue.

http://www.curapelanatureza.com.br/post/07/2016/voce-nunca-viu-nada-igual-como-controlar-o-acucar-no-sangue-usando-apenas-1-ovo-cozido

Atividades - Matemática...

Atividades - Matemática



http://www.professorzezinhoramos.com/2013/11/atividades-matematica.html

O que são Pronomes Pessoais

O que são Pronomes Pessoais

O que são pronomes pessoais, pra que serve o pronome pessoal, onde ele é utilizado e por que? Essas são algumas das duvidas que sumirá da sua cabeça de uma vez por todas pois além da explicação temos atividades com gabarito sobre pronome pessoal para exercitar.

O que são pronomes pessoais?

Pronomes pessoais são aqueles que designam uma das três pessoas do discurso.
Exemplo: Eu fui ao cinema de táxi. (eu = 1ª pessoa do discurso)

Os pronomes pessoais são subdivididos em: 
- do caso reto: função de sujeito na oração.
Nós saímos do shopping. (nós = sujeito)

- do caso oblíquo: função de complemento.
Desculpem-me. (me = objeto)
Os pronomes oblíquos subdividem-se em:

- oblíquos átonos: nunca precedidos de preposição, são eles: me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, se, os, as, lhes.

Basta-me o teu amor.

- oblíquos tônicos: sempre precedidos de preposição:
Preposição: a, de, em, por etc.
Pronome: mim, ti, si, ele, ela, nós, vós, si, eles, elas.

Basta a mim o teu amor.

Pronomes Pessoais:

NúmeroPessoaPronomes retosPronomes oblíquos
SingularprimeiraEuMe, mim, comigo
segundaTuTe, ti, contigo
terceiraEle/elaSe, si, consigo, o, a, lhe
PluralprimeiraNósNos, conosco
segundaVósVos, convosco
terceiraEles/elasSe, si, consigo, os, as, lhes

Pronomes de Tratamento

Nos pronomes pessoais incluem-se os pronomes de tratamento.

Pronome de tratamento é aquele com que nos referimos às pessoas a quem se fala (de maneira cerimoniosa), portanto segunda pessoa, mas a concordância gramatical deve ser feita com a terceira pessoa.

Alguns pronomes de tratamento:
 
pronome de tratamentoabreviaturareferência
Vossa AltezaV.A.príncipes, duques
Vossa EminênciaV.Emª.cardeais
Vossa ExcelênciaV.Exª.altas autoridades em geral
Vossa MagnificênciaV.Magª.reitores de universidades
Vossa ReverendíssimaV.Revmasacerdotes em geral
Vossa SantidadeV.S.papas
Vossa SenhoriaV.Sª.funcionários graduados
Vossa MajestadeV.M.reis, imperadores


Emprego dos pronomes pessoais:

- conosco e convosco: são utilizados na forma sintética, exceto se vierem seguidos de outros, todos, mesmos.

Queriam falar conosco.
Queriam falar com nós mesmos.

- o, a, os, as, quando precedidos de verbos que terminam em –r, -s, -z, assumem a forma lo, la, los, las,e os verbos perdem aquelas terminações.

Vou pô-lo a par do assunto. (pôr + o)

- o, a, os, as, quando precedidos de verbos que terminam em –m, -ão, -õe, assumem a forma no, na, nos, nas.

Fizeram-no calar.

- nós e vós podem ser empregados em lugar de eu e tu em situações de cerimônia ou, no caso de nós, por modéstia.

Nós, disse o papa, seguiremos os mesmos passos de nossos antecessores.

Vós sois sábio.

- vossa e sua: vossa cabe à pessoa com quem se fala; sua cabe à pessoa de quem se fala.

Vossa Excelência queira tomar a palavra. (falando com ou para uma autoridade)
Sua Excelência não compareceu. (falando de uma autoridade)

- você e os demais pronomes de tratamento comportam-se gramaticalmente como pronomes da terceira pessoa.

Você chegou atrasado para o jantar!

http://www.professorzezinhoramos.com/search?updated-min=2013-01-01T00:00:00-08:00&updated-max=2013-12-02T03:43:00-08:00&max-results=50&start=85&by-date=false

O que é Pronome Relativo

O que é Pronome Relativo


Saiba o que é pronome relativo e aprenda a resolver as atividades sobre pronome relativo, além da explicação estamos disponibilizando exercícios com gabarito no final da pagina.

O que é pronome relativo?

Pronome relativo é uma classe de pronomes que substituem um termo da oração anterior e estabelecem relação entre duas orações.

Não conhecemos o alunoO aluno saiu.

Não conhecemos o aluno que saiu.

Como se pode perceber, o que, nessa frase está substituindo o termo aluno e está relacionando a segunda oração com a primeira.

Os pronomes relativos são os seguintes:
O que é pronome relativo
Variáveis
O qual, a qual
Os quais, as quais
Cujo, cuja
Cujos, cujas
Quanto, quanta
Quantos, quantas

Invariáveis
Que (quando equivale a o qual e flexões)
Quem (quando equivale a o qual e flexões)
Onde (quando equivale a no qual e flexões)

Emprego dos pronomes relativos 

1. Os pronomes relativos virão precedidos de preposição se a regência assim determinar.

Havia condições          a                que  nos opúnhamos. (opor-se a)                          
Havia condições  com      que   não concordávamos. (concordar com)
Havia condições  de   que desconfiávamos. (desconfiar de)
Havia condições   -   que nos prejudicavam. (= sujeito)
Havia condições em   que insistíamos. (insistir em)                               

2. O pronome relativo quem se refere a uma pessoa ou a uma coisa personificada.

Não conheço a médica de quem você falou.
Esse é o livro a quem prezo como companheiro.

3. Quando o relativo quem aparecer sem antecedente claro é classificado como pronome relativo indefinido. 

Quem atravessou, foi multado.

4. Quando possuir antecedente, o pronome relativo quem virá precedido de preposição.

João era o filho a quem ele amava.

5. O pronome relativo que é o de mais largo emprego, chamado de relativo universal, pode ser empregado com referência a pessoas ou coisas, no singular ou no plural.

Conheço bem a moça que saiu.
Não gostei do vestido que comprei.
Eis os instrumentos de que necessitamos.

6. O pronome relativo que pode ter por antecedente o demonstrativo o (a, os, as).

Sei o que digo. (o pronome o equivale a aquilo)

7. Quando precedido de preposição monossilábica, emprega-se o pronome relativo que. Com preposições de mais de uma sílaba, usa-se o relativo o qual (e flexões).

Aquele é o machado com que trabalho.
Aquele é o empresário para o qual trabalho.

8. O pronome relativo cujo (e flexões) é relativo possessivo equivale a do qual, de que, de quem. Deve concordar com a coisa possuída.

Cortaram as árvores cujos troncos estavam podres.

9. O pronome relativo quanto, quantos e quantas são pronomes relativos quando seguem os pronomes indefinidos tudo, todos ou todas.

Recolheu tudo quanto viu.

10. O relativo onde deve ser usado para indicar lugar e tem sentido aproximado de em que, no qual.

Esta é a terra onde habito.

a) onde é empregado com verbos que não dão ideia de movimento. Pode ser usado sem antecedente.

Nunca mais morei na cidade onde nasci.

b) aonde é empregado com verbos que dão ideia de movimento e equivale a para onde, sendo resultado da combinação da preposição a + onde.

As crianças estavam perdidas, sem saber aonde ir.

Fotos: Relembre os campeões da Copa do Brasil desde 1989

Fotos: Relembre os campeões da Copa do Brasil desde 1989

GRÊMIO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1989 - Em pé: Mazarópi, Edinho, Alfinete, Luís Eduardo, Jandir e Hélcio; Agachados: Assis, Cuca, Nando, Lino e Paulo Egídio. / Crédito: Sergio Sade.

FLAMENGO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1990 - Em pé: Júnior, Zé Carlos, Vitor Hugo, Aílton e Piá; Agachados: Renato Gaúcho, Gaúcho, Bobô, Zinho e Uidemar. / Crédito: Carlos Costa.

CRICIÚMA CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1991 - Primeira fila: Jair, Sarandi, Soares, Jairo, Gélson e Itá; Segunda fila: Vilmar, Wilson, Evandro, Evélton, Almir, Alexandre e Omar; Terceira fila: Everaldo, Vanderlei, Grizzo, Adílson Gomes, Jairo Lenzi, Roberto Cavalo e Zé Roberto. / Crédito: Luiz Machado/Diário Catarinense.

INTER CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1992 - Em pé: Fernandez, Célio Silva, Célio Lino, Marcio, Pi8nga e Daniel; Agachados: Nando, Elson, Maurício, Gerson e Marquinhos. / Crédito: Valdir Friolin/Zero Hora.

CRUZEIRO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1993 - Em pé: Paulo Roberto Costa, Célio Lúcio, Rogério Lage, Róbson, Paulo César e Nonato; Agachados: Ademir, Cleison, Edenílson, Éder e Roberto Gaúcho  / Crédito: Nelio Rodrigues.

GRÊMIO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1994 - Em pé: Danrlei, Pingo, Agnaldo, Roger, Ayupe e Paulão; Agachados: Fabinho, Nildo, Jamir, Carlos Miguel e Emerson. / Crédito: Zero Hora.

CORINTHIANS CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1995 - Em pé: André Santos, Bernardo, Célio Silva, Henrique, Zé Elias e Ronaldo; Agachados: Souza, Silvinho, Marques, Viola e Marcelinho. / Crédito: Pisco del Gaiso.

CRUZEIRO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1996 - Em pé: Dida, Vítor, Gélson Baresi, Célio Lúcio, Fabinho e Nonato; Agachados: Marcelo Ramos, Palhinha, Cleison, Ricardinho E Roberto Gaúcho. / Crédito: Ricardo Corrêa.

GRÊMIO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1997 - Em pé: Arce, Danrlei, Rivarola, Djair, Murilo, Mauro Galvão, Marco Antônio, Luciano e Roger; Agachados: Dauri, André Silva, Dinho, Paulo Nunes, Emerson, João Antônio, Rodrigo Gral e Carlos Miguel. / Crédito: Edison Vara.


PALMEIRAS CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1998 - Em pé: Velloso, Agnaldo, Neném, Rogério, Roque Júnior, Júnior, Cléber, Cris e Marcos; Agachados: Almir, Pedrinho, Darci, Oséas, Galeano, Paulo Nunes, Alex, Zinho e Arilson. / Crédito: Alexandre Battibugli.

JUVENTUDE CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 1999 - Em pé: Roberto, Capone, André, Dênis, Marcos Teixeira, Alcir, Picoli, Humberto e Émerson; Agachados: Mabília, Flávio, Gil Baiano, Wallace, Márcio Mexerica, Reinaldo, Mário Tilico, Kiko e Fernando. / Crédito: Gilmar Gomes.

CRUZEIRO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2000 - Em pé: Sorín, André, Donizeti, Cléber, Cris e Marcos Paulo; Agachados: Geovanni, Ricardinho, Rodrigo, Jackson e Oséa. / Crédito: Placar.

GRÊMIO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2001 - Em pé: Danrlei, Gavião, Polga, Anderson Lima, Mauro Galvão, Marinho, Roger e Eduardo Martini; Agachados: Fábio Baiano, Warley, Renato Martins, Luis Mário, Tinga, Marcelinho, Zinho, Rubens Cardoso e Itaqui. / Crédito: Alexandre Battibugli.

CORINTHIANS CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2002 - Em pé: Dida, Batata, Otacílio, Fabinho, Ânderson, Vampeta, Fábio Luciano, Doni, Rogério, Fabrício e Kléber; Agachados: Santiago, Ângelo, Renato, Gil, Ricardinho, Leandro e Deivid. / Crédito: Daniel Augusto Jr.

CRUZEIRO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2003 - Em pé: Luizão, Gladstone, Wendell, Gomes e Jardel; Agachados: Augusto Recife, Leandro, Deivid, Maurinho, Aristizábal e Alex. / Crédito: Eugênio Sávio.

SANTO ANDRÉ CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2004 - Em pé: Julio César, Dirceu, Ronaldo, Romerito, Alex, Ramalho, Gabriel e Júnior; Agachados: Dedimar, Osmar, Dodô, Ânderson Careca, Da Guia, Makanaki, Tássio, Sandro Gaúcho, Nelsinho e Elvis. / Crédito: Daryan Dornelles.

PAULISTA CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2005 - Em pé: Victor, Rever, Fábio Vidal, Elvis, Dema, André Leonel, Abraão, Cristian, Anderson e Rafael; Agachados: Fernandinho, Jefferson, Amaral, Juliano, Julinho, Lucas e Fábio Gomes / Crédito: Daryan Dornelles.


FLAMENGO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2006 - Em pé: Léo, Obina, Fernando, Getúlio Vargas, Renato Augusto, Rodrigo Arroz e Diego; Agachados: Jônatas, Peralta, Juan, Vinícius Pacheco, André, Renato Silva, Toró, Marcelinho, Renato, Leonardo Moura e Luizão / Crédito: Placar.


FLUMINENSE CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2007 - Em pé: Thiago Silva, Romeu, Ânderson, Cícero, Ricardo Berna, Rafael Moura, Fernando Henrique, Carlinhos e Roger; Agachados: Carlos Alberto, David, Thiago Neves, Lenny, Alex Dias, Arouca, Fabinho, Júnior César e Adriano Magrão. / Crédito: Edison Vara.

SPORT CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2008 - Kássio, Luciano Henrique, Dutra, Carlinhos Bala, Magrão, Igor, Daniel Paulista, Sandro Goiano, Diogo, Leandro Machado e Durval / Crédito: Léo Caldas.

CORINTHIANS CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2009 - Em pé: Alessandro, Chicão, Elias, André Santos, Jean, William, Felipe, Ronaldo, Diego e Júlio César; Agachados: Cristian, Boquita, Dentinho, Diogo, Marcelinho, Douglas, Otacílio Neto e Jorge Henrique. / Crédito: Edison Vara.


SANTOS CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2010 - Em pé: Danilo, Vinícius, Zezinho, Felipe, Roberto Brum, Vladimir, Alan Patrick, Marcel, Bruno Aguiar, Marquinhos, Edu Dracena, Durval, Rafael, P. H. Ganso e Bruno Rodrigo; Agachados: Léo, Madson, Breitner, Maranhão, Rodriguinho, Zé Eduardo, Robinho, Wesley, Arouca, Pará, Alex Sandro, Neymar e André. / Crédito: Marco Sacco.

VASCO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2011 - Em pé: Fernando Prass, Élton, Eduardo Costa, Rômulo, Dedé, Jumar, Felipe e Alessandro; Agachados: Márcio Careca, Anderson Martins, Bernardo, Fellipe Bastos, Fágner, Diego Souza, Alecsandro, Ramon, Allan e Éder Luis / Crédito: Rodolfo Buhrer.

PALMEIRAS CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2012 - Em pé: Bruno, Henrique, Luan, Leandro Amaro, Betinho, Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Deola; Agachados: Cicinho, Márcio Araújo, Patrik, Marcos Assunção, Juninho, João Vítor, Daniel Carvalho, Mazinho e Maikon Leite. / Crédito: Miguel Schincariol.

FLAMENGO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL DE 2013 - Em pé: Marcos González, César, Welinton, Frauches, Val, Paulo Victor, Elias, Diego Silva, André Santos, Wallace, Chicão, Gabriel e Felipe; Agachados: Amaral, Nixon, Bruninho, Marcelo Moreno, Hernane, Samir, Digão, Paulinho, Rafinha, João Paulo, Luiz Antônio, Leonardo Moura, Carlos Eduardo e Adryan / Crédito: Alexandre Loureiro.