IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

sábado, 1 de outubro de 2016

Moro converte prisão de Palocci em preventiva, por tempo indeterminado


O juiz federal Sérgio Moro converteu as prisões temporárias do ex-ministro Antônio Palocci e do ex-assessor dele Branislav Kontic, presos na 35ª fase da Operação Lava Jato, em preventivas. A prisão temporária de ambos venceu nesta sexta-feira (30) e diante desta decisão não há prazo para que deixem a prisão. Moro não aceitou o argumento da defesa de que em período eleitoral não é possível fazer prisão preventiva. "Ocorre que os investigados Antônio Palocci Filho e Branislav Kontic já estão presos desde 26/09/2016. A decretação da preventiva na presente data apenas alterará o título prisional, sem alteração da situação de fato", explicou o juiz federal.
A defesa de Palocci lastimou a decisão, classificada por ela própria como "arbitrária", e disse que a conversão em prisão preventiva foi feita com base em "especulações sem qualquer argumento". (Veja mais abaixo a nota na íntegra).
Já ao ex-secretário da Casa Civil Juscelino Antônio, também preso na mais recente etapa da operação, foi concedida a liberdade. Ele deixou a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba por volta das 18h30 desta sexta-feira. Todavia, deverá entregar o passaporte e está proibido de deixar o país ou mudar de endereço, sem informar a Justiça. Os três que tiveram a prisão convertida estão detidos na carceragem da PF. De acordo com a força-tarefa da Lava Jato, eles são suspeitos de agir em favor da empresa Odebrecht junto ao governo federal. A decisão de Moro seguiu a linha dos pedidos da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. Moro argumentou que, se forem soltos, os investigados podem usar recursos ilíticitos para fugir do país. Ele destacou também que, segundo o MPF, computadores foram retirados da empresa de Palocci, o que indicaria tentativa de ocultar provas.
“Ademais, considerando a causa das prisões preventivas, entre elas a prova, em cognição sumária, de que os investigados Antônio Palocci Filho e Branislav Kontic teriam intermediado o pagamento subreptício de milhões de dólares e de reais para campanhas eleitorais, inclusive para o pagamento de publicitários em conta secreta no exterior, o propósito da lei, de evitar interferência indevida nas eleições e proteger a sua integridade, parece ser mais bem servido com a prisão cautelar do que com a liberdade dos investigados", disse Moro no despacho.
Moro classificou a prisão cautelar como "remédio amargo", mas afirmou ser melhor do que "a contaminação da democracia".
"Embora a prisão cautelar seja um remédio amargo, é melhor do que a contaminação da democracia pela corrupção sistêmica. Em um determinado nível, a corrupção coloca em risco a própria qualidade de democracia, com afetação das eleições livres e do regular funcionamento das instituições. Trata-se de um retrato de uma democracia vendida. É nesse contexto que deve ser compreendido o emprego, na forma da lei e ainda pontual, das prisões preventivas na assim denominada Operação Lava Jato", afirmou o magistrado.
As suspeitas
Palocci é suspeito de receber propina da Odebrecht para atuar em favor da empresa, entre 2006 e 2013, interferindo em decisões do governo federal. Ele teve R$ 814 mil bloqueados em três contas bancárias e mais R$ 30 milhões de sua empresa de consultoria, conforme informou o Banco Central à Justiça Federal na quarta-feira (28). Moro havia determinado o confisco de até R$ 128 milhões. O juiz também decretou o bloqueio de até R$ 128 milhões de Dourado e Branislav, mas os valores encontrados são menores do que os determinados. Da mesma forma, a medida atingia as contas das empresas Projeto Consultoria Empresarial e Financeira Ltda e J&F Assessoria Ltda, que foram citadas nesta fase. Ainda segundo o juiz Sérgio Moro, a empresa de consultoria pertence a Palocci, e Juscelino Antônio Dourado é sócio da empresa J&F Assessoria Ltda. Quando determinou o bloqueio, Moro afirmou que a determinação não impede a continuidade dos trabalhos das empresas, considerando que elas exerçam atividade econômica real.
A 35ª fase surgiu de uma planilha que foi apreendida na 23ª fase da Lava Jato, chamada de Acarajé, na qual foram presos o publicitário João Santana e sua mulher, Monica Moura, que fizeram campanhas eleitorais para o PT. De acordo com o MPF, a planilha mostra valores ilícitos repassados a Palocci tanto em período de campanha quando fora dele. A planilha era chamada de “Posição Programa Especial Italiano” e usava, segundo investigadores, o termo “italiano” como codinome para se referir ao ex-ministro.
Depoimentos
Em depoimento prestado na sede da PF, na quarta-feira (28), o ex-secretário da Casa Civil Juscelino Antônio negou as acusações.
"Ele jamais recebeu qualquer valor em nome do Palocci ou de qualquer outro. Desde 2005, a atividade dele é eminentemente privada e não tem qualquer relação com políticos", disse o advogado Cristiano Maronna.
Na quinta (29), foram ouvidos Palocci e Branislav Kontic. O ex-ministro negou que seja o "italiano", que é o apelido mencionado em documentos em documentos do suposto setor de propina da Odebrecht, segundo o advogado José Roberto Batochio. Ele disse ainda que as conversas que mantinha com Marcelo Odebrecht eram institucionais. E também negou que tenha havido pedidos para aumentar a linha de crédito do BNDES para Angola, onde a Odebrecht tinha negócios. Branislav respondeu todas as perguntas no depoimento e disse que é inocente, de acordo com o advogado Batochio.
Inquérito aberto
No dia seguinte a deflagração da 35ª fase da Lava Jato, a Polícia Federal emitiu uma portaria informando a abertura do inquérito para investigar as suspeitas. Os agentes vão apurar obras suspeitas de irregularidades que foram citadas pelo Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht – departamento cuja finalidade era pagamento de propina, de acordo com a investigação.
Entre as obras estão o metrô de Ipanema, no Rio de Janeiro, Linha 4 do metrô de São Paulo, construções de presídios, penitenciárias e casas de custódia no Rio, obras do Porto de Laguna (SC), do Aeroporto Santos Dumont, do autódromo de Jacarepaguá e das piscinas olímpicas do Pan-Americano de 2007, também no Rio de Janeiro. 
Nota de Antonio Palocci na íntegra
A defesa de Antonio Palocci e Branislav Kontic vem a público lastimar que, mais uma vez, seja praticada contra eles uma arbitrariedade em face da decretação de sua prisão preventiva. Tal decisão deu-se com base em especulações sem qualquer fundamento na realidade concreta dos fatos. Se não bastasse a falta de justificativas legais para a prisão preventiva, o artigo 236 do Código Eleitoral proíbe decisão que prive o cidadão do direito de liberdade no período eleitoral. A prisão provisória tem prazo definido em lei. Para prorrogá-la ou substituí-la por preventiva, é necessário novo decreto judicial, não se tratando de mera continuidade da prisão inicial.


Horóscopo sábado 1º de outubro de 2016...


As questões de ordem familiar ou que digam respeito à vida conjugal e as obrigações de trabalho, podem caminhar de modo atropelado e com muito problema se você não se dispuser ao diálogo. Paixão apenas não resolve nada. Leve a sério a pessoa que ama, marido ou esposa.


Um dia de realização e sucesso. Tudo se harmoniza e você consegue seus objetivos, depois algum trabalho. Comunique-se com alguém de longe. Reencontro programado. Bondade e dedicação.


Aproxime - se de amigos e irmãos, colegas de trabalho e de estudos. Faça uma boa parceria com eles, para se ajudarem mutuamente. Dia de sorte para emprego, para concurso e loteria. A palavra é muito importante. Por isso mesmo veja bem o que vai dzer ao seu amor 


Encare os desafios do dia a dia com mais otimismo e mais confiança em si mesmo. Comunique-se com boa vontade e ouça o que a família tem a dizer. A companhia é muito importante. Se for boa vai dar certo, se for ruim pode não dar. Confie na boa vontade de seu par.


Os caminhos estão abertos para viajar e para promover mudanças em sua vida e em seu trabalho. Programe um reencontro para entendimento de negócios. Pode ser com um amigo inclusive. No amor a sua boa vontade e espírito de conciliação devem prevalecer. 


Muitos exigem o máximo de você. O trabalho principalmente, está pedindo dedicação total e horas a fio. Não importa se você se sentir sozinho ou mal compreendido agora. O resultado disso tudo será muito bom para o futuro. Ajuda concreta de seu par amoroso. 


Divergência de idéia e de opinião, com o cônjuge, o sócio ou a pessoa amada, A discussão é necessária para que se esclareçam duvidas e se coloquem os pontos nos “iis”. O que for combinado não vai ficar caro. Festas e passeios mesclados de brigas e de ciúmes. 


Olhe para frente e prossiga com os seus projetos de trabalho e de melhora nos serviços prestados. Os resultados virão em breve. Depois do aniversário os caminhos serão abertos. Na área do amor, espere seu momento mais feliz, que virá em breve também. 


A Lua em Libra e o Sol também, prometem vantagens, idéias claras e objetivos concretos. Boa intuição e muita sorte para ganhar dinheiro. Siga os palpites que tiver ou a direção de seu sonho. No amor, feliz acordo entre você e seu parceiro. 


Situação melhorada e de encontro em família. Conversas e acordos com o marido ou a esposa, na parte da manhã. Mas à tarde o panorama vai mudar. Confie mais em si mesmo. Uma conversa amiga com a pessoa amada ou o cônjuge será importante para ambos. 

Muitas transformações estão ocorrendo em sua vida. Umas boas e outras não. Saiba separar uma coisa da outra, mas não perca o otimismo e nem a esperança. O amanhã é sempre um novo dia. Leve tudo a sério, o trabalho e também a pessoa amada. 


Os contatos com pessoas idosas e conservadoras podem ser de grande experiência e valia para você. Procure assimilar e aprender alguma coisa com eles. Renove seu trabalho com essas informações. No setor amoroso e conjugal, talvez seja necessário conversar melhor. 



Yara Ramos - Banda B

Fernanda Gentil assume namoro com a jornalista Priscila Montandon...

Fernanda e Priscila Montandon estão juntas há três meses
(Foto: Reprodução/Instagram)

A apresentadora do Esporte 

Espetacular Fernanda Gentil assumiu namoro com a jornalista Priscila Montandon, 34 anos, segundo o jornal O Globo. As duas estão juntas há três meses.

Separada do empresário Matheus Braga desde abril, Gentil viajou recentemente com a jornalista para a Grécia. "Estou só exercendo meu direito de ser muito, muito feliz".
"Tenho apenas um recado, e é para os meus filhos, que mais cedo ou mais tarde podem ler ou ouvir tudo por aí: Lembrem de não se importarem com tudo o que dizem sobre nossa vida _ o que vale é que a mamãe fala com vocês em casa, olhando nos seus olhos. Não é o que vestimos que muda quem somos, e sim o que fazemos. Lembrem também, sempre, do nosso amor, que não tem cor, sexo ou raça. Amo vocês", disse Gentil ao jornal O Globo. 

Correio / via Yahoo

Teste de qualidade reprova 8 marcas de azeite vendidas no Brasil

A associação de defesa do consumidor Proteste testou em laboratório 20 marcas que se dizem extravirgem; 40% delas foram reprovadas por trazer informações inverídicas no rótulo
Azeite de oliva. Imagem ilustrativa. 

Foto: Visual Hunt/Reprodução

Será que o azeite extravirgem que você compra no mercado é realmente extravirgem como informado no rótulo? Um teste de laboratório realizado pela associação de defesa dos consumidores Proteste com 20 marcas de azeite (nacionais e estrangeiras) vendidas no Brasil revelou que em 40% dos casos o rótulo traz informações inverídicas sobre o produto.

Foram reprovadas no teste por não poderem ser considerados azeite de oliva as marcas Pramesa, Figueira da Foz, Tradição e Quinta d’Aldeia – em teste anterior da associação em 2013, as três últimas também foram desclassificadas. Já as marcas Qualitá, Beirão, Carrefour Discount e Filippo Berio são azeite de oliva, mas não podem ser considerados extravirgem.

Marcas reprovadas no teste da Proteste: Pramesa, Figueira da Foz e Tradição.
Foto: Proteste/Reprodução

O teste em laboratório averiguou se há impurezas, umidade, presença de metais, outros óleos que não sejam de oliva, entre outros critérios. Segundo a associação, nem todas as informações que estão na embalagem são confiáveis: o azeite de oliva, por exemplo, é um dos produtos difíceis de serem avaliados antes de provar.
Gazeta do Povo / Yahoo

Por separação, ‘O Sul é Meu País’ faz consulta popular neste sábado


Mesmo sob suspeição da Justiça, o movimento ‘O Sul é Meu País’ fará uma consulta popular neste sábado (1°) nos três estados da região - Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – sobre a aceitação da ideia de separação do resto do país.

Cerca de 1,5 mil urnas estarão disponíveis em 400 municípios, das 8h às 20h. A meta inicial previa 4 mil urnas para 1.191 cidades, mas somente as localidades com mais de 30 mil habitantes vão receber a votação. A convocação é apelidada de Plebisul.

”O Boqueirão é o meu país”: a brincadeira que virou orgulho dos moradores do bairro
Em Curitiba, a consulta deve acontecer em 26 lugares, como o Parque Barigui, Terminal Guadalupe, Boca Maldita, Praça Rui Barbosa, Mercado Municipal e shoppings.

Todos os eleitores oficiais dos três estados, maiores de 16 anos e de qualquer origem, têm “direito ao voto”. O Plebisul prevê inclusive voto em trânsito nas capitais.

Alvo

O Sul é Meu País iniciou a proposta com caráter de plebiscito oficial e pretendia fazer o evento paralelamente às eleições municipais, no domingo (2), mas em julho o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) vetou a realização da consulta no território catarinense e ressalvou a iniciativa.

Segundo o parecer, o termo plebiscito só pode ser usado em consultas que são convocadas em conformidade com os critérios da lei. O TRE-SC inclusive sugeriu uma investigação da Polícia Federal sobre o movimento.

Para ser envolta de normalidade, a votação deveria obter prévia aprovação do Congresso Nacional e ser regulamentada pela Justiça Eleitoral. “A tramitação dos projetos de plebiscito e referendo obedecerá às normas do Regimento Comum do Congresso Nacional”, justifica a lei 9.709, que dispõe sobre aspectos da soberania popular.

Logo após a indisposição com o TRE-SC, o grupo deixou de usar o termo plebiscito e alterou o nome para Plebisul, além de transferir o ato para este sábado.

Divisão defendida pelo movimento O Sul é Meu País é inconstitucional

Em vão?

O Sul é Meu País se vende há 20 anos como uma associação privada sem fins lucrativos que tem como propósito alcançar a emancipação de forma “pacífica e democrática”, e estaria respaldado pelos artigos da Constituição Federal que versam sobre a autodeterminação dos povos e a liberdade de expressão. As lideranças do movimento rejeitam o pacto federativo.

No entanto, a lei 7.170, que tipifica as violências contra segurança nacional e a ordem política, diz que “tentar desmembrar parte do território nacional para constituir um país independente” é considerado crime, com pena prevista de 4 a 12 anos de reclusão.

À Gazeta do Povo, o professor de direito constitucional da Unibrasil Paulo Schier explicou que o processo de defesa de interesses não constitui crime, mas que a separação federativa não tem chance de acontecer. “Eles têm o direito de defender [o que acreditam]. Está no âmbito da liberdade de expressão. Não constitui nenhum crime defender esse tipo de ideia. Mas é impossível levar isso à frente”, afirmou.

“A Constituição coloca a forma federativa de Estado como cláusula pétrea. Essas cláusulas não podem ser superadas nem mesmo através de consulta popular.”

“O Sul é o meu país”? Na Olimpíada seria um fracasso

O movimento defende maior proporcionalidade política e alega que os 77 deputados que representam a região não respeitam essa condição, e também respalda seus objetivos em fatores tributários (“a abominável sangria tributária da região Sul, sempre submetida a má distribuição do bolo tributário”), econômicos (“a região Sul tem todos os requisitos necessários para se tornar uma das nações mais prósperas do planeta”) e culturais, explicando que a “miscigenação formou um caráter único na região”.

A própria cartilha explicativa do Plebisul assegura a invalidade do ato perante as leis nacionais. “Diante das leis brasileiras este Plebisul não possui nenhuma validade legal. Diante das leis internacionais entendemos que temos guarida nos diversos pactos e resoluções das Nações Unidas (assinadas e portanto aceitas pelo Brasil), visto que estamos expressando democraticamente a nossa opinião em relação a este assunto”, 


Yahoo

Chapecoense dorme no primeiro tempo e perde de 4 a 1 para o Vitória


Torcida da Chape ficou assustada com os 45 minutos iniciais da partida

Foto: Sirli Freitas / Especial

Três dias depois de eliminar o maior campeão de Libertadores na Copa Sul-Americana, a Chapecoense levou uma goleada de 4 a 1 do Vitória, que briga contra o rebaixamento, na Arena Condá, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Isso com quase o mesmo time. 


Da escalação que eliminou o Independiente não iniciaram o jogo contra os baianos apenas o goleiro Danilo, o volante Josimar e os atacantes Canela e Kempes. Tudo bem que Danilo foi o herói na 4ª feira.
Mas os gols não podem ser creditados apenas a Marcelo Boeck. A Chapecoense que iniciou a partida não era a mesma aguerrida do jogo de quarta-feira.
Parecia um time que estava ainda estava saboreando a classificação e que enfrentava um time inferior na tabela de classificação. Já para o Vitória o jogo era vital. E com um técnico que podem dizer tudo, menos que não tem vibração. Argel Fucks moldou um Vitória ao seu estilo.

Argel moldou o time do Vitória ao seu estilo e garantiu superioridade na partida 

Foto: Sirli Freitas / Especial


O time baiano começou ¿mordendo¿ desde o primeiro segundo. Tanto que o primeiro gol saiu logo a oito minutos. Zé Love, livre, dentro da área, recebeu o cruzamento e desviou para o gol. 
Aos 15 minutos Marcelo desviou de cabeça uma cobrança de falta e ampliou. Aos 26, Zé Love ampliou da entrada da área. E, aos 39, Kieza fez o quarto. Isso que o próprio Kieza e Marinho perderam a chances para ampliar.
Enquanto isso a Chapecoense escorregava no gramado, perdia e a bola e, quando atacava, cometia faltas.

Time do Vitória com mais garra que a Chapecoense, atropelou na primeira etapa 

Foto: Sirli Freitas / Especial

A única chance de gol do time da casa foi com Rafael Bastos, que acertou o poste, aos 34 minutos. E foi só na primeira etapa.
— Foi irreconhecível – disse Cleber Santana, na saída para o intervalo.
No segundo tempo o técnico Caio Jr trocou Gimenez e Lourency por Neto e Gil. Além de mudança de nomes o time mudou de postura.
A entrada de Gil deu mais movimentação ao time. Logo no início Rafael Bastos acertou novamente a trave. E aos nove minutos Gil fez o cruzamento para Tiaguinho descontar.
No segundo tempo, Caio Júnior modificou o time e finalmente a Chapecoense entrou no jogo Foto: Sirli Freitas / Especial
A Chapecoense foi superior na segunda etapa e teve várias finalizações, com Thiego, Tiaguinho, Rafael Bastos e Dener. Mas a maioria foi para fora.
O Vitória pouco chegou ao ataque. Mas garantiu os três pontos e foi a 35 no total. A Chapecoense estacionou nos 38 e perdeu a chance de encaminhar com folga a permanência na Série A. Afinal, se dependesse do segundo tempo, teria vencido.



FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 1
Marcelo Boeck, Gimenez, Filipe Machado, Willian Thiego e Dener; Matheus Biteco, Cleber Santana e Rafael Bastos; Lourency, Tiaguinho e Bruno Rangel. Técnico: Caio Jr.
VITÓRIA 4
Fernando Miguel, Diogo Mateus, Ramon, Kanu e Diego Renan; Willian Farias, Marcelo e Tiago Real; Kieza, Marinho e Zé Love. Técnico: Argel Fucks.
Gols: Primeiro tempo: Zé Love (V), aos 8 e aos 25, e Kanu (V), aos 15, Kieza (V) aos 39. Segundo tempo: Tiaguinho (C) , aos 9
Arbitragem: Pablo dos Santos Alves, auxiliado por Luís Filipe Gonçalves Correia e Oberto Santos da Silva (PB)
Cartões amarelos: Kempes (C); Fernando Miguel e Kanu (V)
Local: Arena Condá, em Chapecó
Público: 10.363
Renda: R$ 107.060